Prêmio CBTIJ – Segunda Edição

Segunda Edição do Prêmio CBTIJ consagra o último espetáculo da trilogia musical da Lúdico Produções: Forró Miudinho

por

25 de março de 2016

A festa de entrega do Prêmio CBTIJ – 2a Edição, ocorrida nesta quarta-feira, dia 23 de março, no Teatro Municipal Carlos Gomes, no Rio de Janeiro, foi programada para ser bastante enxuta, rápida e dinâmica. Tendo como conceituação o formato de entregar dois prêmios por vez, buscando selecionar áreas afins ou próximas, como por exemplo: Texto Original e Texto Adaptado, Ator e Atriz, Ator Coadjuvante e Atriz Coadjuvante, Visagismo e Figurino, entre outras composições. Uma das cenas mais marcantes da noite foi a menção de que o Prêmio CBTIJ – tão importante para o nosso segmento infantil e juvenil – não possui um patrocínio, e que o Teatro Carlos Gomes foi cedido pelo Secretário Municipal de Cultura Marcelo Calero. Após a cerimônia de entrega dos Prêmios, foi oferecido um pequeno coquetel, um mimo para uma festa sem orçamento específico.

Foto CBTIJ

A equipe vitoriosa da Lúdico Produções, a mais festejada da noite, com o seu ótimo espetáculo: “Forró Miudinho”.

O Prêmio CBTIJ tem características peculiares, como o fato de premiar 24 categorias distintas – tendo este ano apenas 23, em vistas de que não houve indicação para categoria de Trabalho de Formas Animadas -, buscando abarcar o máximo possível de todas as funções que envolve a construção e produção de um espetáculo de teatro para a infância e juventude. Apoiando e valorizando toda a cadeia de fazedores deste importante e fundamental segmento. A festa com texto e direção de Demetrio Nicolau criou um formato delicado de convidar os filhos ou netos dos profissionais da área, que vinham ao palco para ler e entregar os prêmios. Causando momentos muito divertidos e ternos nesta jornada de premiação com estas queridas crianças. Alguns convidados, esquecendo-se da intenção dinâmica do Prêmio se estenderam um pouco em seus agradecimentos, e um deles, Gui Cavalcante – premiado na categoria Música Adaptada, Trilha Sonora ou Direção Musical por “As Aventuras do Menino Iogue” -, apesar de se intitular muito tímido e sempre nervoso por estar em cena, fez um discurso imenso, onde falou da peça, de yoga, do processo de trabalho em mínimos detalhes, deixando o público impaciente com os muitos minutos que não paravam de passar. Foi preciso puxarem aplausos para que ele terminasse, mas ainda assim ele retornou à fala, e continuou por mais alguns minutos. O mesmo acontecendo também no discurso da melhor atriz Aline Carrocino – pelo espetáculo “Luiz e Nazinha”, que parecia não acreditar que poderia ter sido premiada, e que poderia ter feito a peça, e que poderia ter cantado na peça, e que também poderia estar naquele palco, naquele momento, fazendo-nos ao final de tantos senões e quiças, quase que um questionamento se ela realmente deveria ter recebido este prêmio, que nem ela parecia ter chances de acreditar.

CBTIJ 2

A talentosa atriz Patricia Costa, vencedora do Prêmio CBTIJ de Coletivo de Atores e Atrizes por “Forró Miudinho”.

CBTIJ 3

O versátil ator Milton Filho, vencedor do Prêmio CBTIJ de Coletivo de Atores e Atrizes por “Forró Miudinho”.

A apresentação ficou a cargo do dupla afinada, e super precisa, dos ótimos atores Kelzy Ecard e Augusto Madeira. Eles estiveram muito seguros, concisos, e sabendo dosar elegância com competência na leitura de importantes frases de Martha Graham, Pina Baush, entre outros grandes nomes da cena das artes mundial.  “As Aventuras do Menino Iogue” começou dominando alguns prêmios da área técnica e de atores coadjuvantes, entretanto o vencedor da noite, abocanhando os principais prêmios foi o ótimo espetáculo da Lúdico Produções Artísticas: “Forró Miudinho”. Ficando com os Prêmios de Espetáculo, Texto Original, Direção, Coletivo de Atores e Atrizes, Coreografia e Programação Visual. Em um total de 06 prêmios. A maior ausência da noite foi a falta de prêmios para um dos melhores espetáculos do ano de 2015, nos palcos do Rio de Janeiro: “Mas por quê? A história de Elvis”, vencedor apenas do Prêmio de Melhor Cenografia para Bia Junqueira, e fora da disputa dos principais prêmios. A comissão julgadora foi formado por Angela Reis, Demetrio Nicolau, Humberto Braga, Marcia Frederico e Miguel Vellinho.

CBTUJ 4

Ana Barroso com o Prêmio Especial pelos 20 anos de manutenção em repertório do espetáculo A História de Topetudo.

Vida longa ao Prêmio CBTIJ, por ser um prêmio realizado pela classe artística e também por sua realização sem patrocínio. Mantendo assim a chama acesa da devoção e do trabalho sério ao teatro para a infância e juventude na cidade do Rio de Janeiro.

Confira abaixo a lista de premiados:

Espetáculo

Indicados:

As Aventuras do Menino Iogue

Forró Miudinho

Juvenal, Pita e o Velocípede

Shtim Shlim, o Sonho de um Aprendiz

Vencedor:

Forró Miudinho

 

Texto Original

Indicados:

Ana Velloso (Forró Miudinho)

Cleiton Echeveste (Juvenal, Pita e o Velocípede)

Pedro Henrique Lopes (Luiz e Nazinha)

Tauã Delmiro (O Edredom)

Vencedor: 

Ana Velloso (Forró Miudinho)

 

Texto Adaptado

Indicados:

Carol Chediak, Arlindo Lopes e Juliana Terra (As Aventuras do Menino Iogue)

Cleiton Echeveste (O Menino que Brincava de Ser)

Denise Crispun (A Pequena Vendedora de Fósforos)

Elísio Lopes Júnior e Lázaro Ramos (A Menina Edith e a Velha Sentada)

Vencedor:

Elísio Lopes Júnior e Lázaro Ramos (A Menina Edith e a Velha Sentada)


Direção

Indicados:

Arlindo Lopes e Juliana Terra (As Aventuras do Menino Iogue)

Cadu Cinelli (Juvenal, Pita e o Velocípede)

Inno Sorsy (Shtim Shlim, o Sonho de um Aprendiz)

Sergio Módena (Forró Miudinho)

Vencedor:

Sergio Módena (Forró Miudinho)

 

Ator

Indicados:

Adriano Pellegrini (A Casa Bem Assombrada)

Eduardo Almeida (Juvenal, Pita e o Velocípede)

Pedro Henrique Lopes (Luiz e Nazinha)

Tauã Delmiro (O Edredom)

Vencedor:

Eduardo Almeida (Juvenal, Pita e o Velocípede)

 

Atriz

Indicados:

Aline Carrocino (Luiz e Nazinha)

Maíra Kestenberg (A Casa Bem Assombrada)

Rose Lima (A Menina Edith e a Velha Sentada)

Tatiana Henrique (O Menino que Brincava de Ser)

Vencedor:

Aline Carrocino (Luiz e Nazinha)

 

Ator Coadjuvante

Indicados:

Alexandre David (A Pequena Vendedora de Fósforos)

Marcel Octavio (Mas por quê? A História de Elvis)

Marcelo Klein (O Corcunda de Notre Dame)

Orlando Caldeira (As Aventuras do Menino Iogue)

Vencedor:

Orlando Caldeira (As Aventuras do Menino Iogue)

 

Atriz Coadjuvante

Indicados:

Aline Carrocino (Todo Vagabundo tem seu Dia de Glória)

Grasiela Müller (As Aventuras do Menino Iogue)

Jacyan Castilho (A Pequena Vendedora de Fósforos)

Martina Blink (Luiz e Nazinha)

Vencedor:

Grasiela Müller (As Aventuras do Menino Iogue)

 

Coletivo de Atores e Atrizes

Indicados:

As Aventuras do Menino Iogue

Forró Miudinho

Shtim Shlim, o Sonho de um Aprendiz

Vencedor:

Forró Miudinho

Cenário

Indicados:

Bia Junqueira (Mas por quê? A História de Elvis)

Cadu Cinelli, Edison Mego, Rosana Reátegui, Warley Goulart e Analu Prestes (Shtim

Shlim, o Sonho de um Aprendiz)

Carlos Alberto Nunes (A Pequena Vendedora de Fósforos)

Gabi Windmüller e Alberta Barros (As Aventuras do Menino Iogue)

Vencedor:

Bia Junqueira (Mas por quê? A História de Elvis)

 

Figurino

Indicados:

Espetacular! Produções e Artes – Ney Madeira e Dani Vidal (Forró Miudinho)

Espetacular! Produções e Artes – Ney Madeira, Dani Vidal e Pati Faedo (A Pequena Vendedora de Fósforos)

Fernanda Lima (O Corcunda de Notre Dame)

Marcelo Marques (Todo Vagabundo tem seu Dia de Glória)

Vencedor:

Marcelo Marques (Todo Vagabundo tem seu Dia de Glória)

 

Adereços

Indicados:

Bruno Dante (O Corcunda de Notre Dame)

María Arribasplata (As Aventuras do Menino Iogue)

Vencedor:

María Arribasplata (As Aventuras do Menino Iogue)

 

Trabalho de Formas Animadas

Não houve indicações

 

Iluminação

Indicados:

Aurélio de Simoni (A Casa Bem Assombrada)

Paulo César Medeiros (As Aventuras do Menino Iogue)

Ricardo Lyra Jr. (Juvenal, Pita e o Velocípede)

Vilmar Olos (Quero Ser Ziraldo)

Vencedor:

Paulo César Medeiros (As Aventuras do Menino Iogue)

 

Música Original

Indicados:

Mart’nália e Maíra Freitas (Quero Ser Ziraldo)

Ricco Viana e Lázaro Ramos (A Menina Edith e a Velha Sentada)

Roberto Bahal e Thiago Pach (Todo Vagabundo tem seu Dia de Glória)

Vencedor:

Ricco Viana e Lázaro Ramos (A Menina Edith e a Velha Sentada)

Música Adaptada, Trilha Sonora ou Direção Musical

Indicados:

Felipe Habib (Mas por quê? A História de Elvis)

Gui Cavalcanti (As Aventuras do Menino Iogue)

Guilherme Borges (Luiz e Nazinha)

Ricardo Rente (Forró Miudinho)

Vencedor:

Gui Cavalcanti (As Aventuras do Menino Iogue)

 

Visagismo

Indicados:

Ernane Pinho (O Corcunda de Notre Dame)

Mona Magalhães (Todo Vagabundo tem seu Dia de Glória)

Vencedor:

Mona Magalhães (Todo Vagabundo tem seu Dia de Glória)

 

Videografismo

Indicados:

Tiago Saad, Juliano Prado, André Pádua e Animar Studio (Galinha Pintadinha – Ovo de Novo)

Thiago Magalhães (A Casa Bem Assombrada)

Vencedor:

Tiago Saad, Juliano Prado, André Pádua e Animar Studio (Galinha Pintadinha – Ovo de Novo)

 

Preparação Corporal

Indicados:

Ana Paula Bouzas (A Menina Edith e a Velha Sentada)

Juliana Terra (As Aventuras do Menino Iogue)

Claudio Baltar (Galinha Pintadinha – Ovo de Novo)

Vencedor:

Juliana Terra (As Aventuras do Menino Iogue)

 

Coreografia

Indicados:

Carlos Fontenelle (O Corcunda de Notre Dame)

Édio Nunes (Forró Miudinho)

Juliana Terra (As Aventuras do Menino Iogue)

Sueli Guerra (Todo Vagabundo tem seu Dia de Glória)

Vencedor:

Édio Nunes (Forró Miudinho)

 

Direção de Produção

Indicados:

Fábio Osório Monteiro (Shtim Shlim, o Sonho de um Aprendiz)

Felipe Lima e Mariana Serrão (Mas por quê? A História de Elvis)

Lúdico Produções Artísticas (Forró Miudinho)

Tatianna Trinxet (As Aventuras do Menino Iogue)

Vencedor:

Fábio Osório Monteiro (Shtim Shlim, o Sonho de um Aprendiz)

 

Programação Visual

Indicados:

Beatpop Comunicação – Mariana Volker (As Aventuras do Menino Iogue)

Bruno Dante (O Corcunda de Notre Dame)

O Departamento Comunicação e Design – Cacau Gondomar e Mel Lins (Forró Miudinho)

O Departamento Comunicação e Design – Cacau Gondomar e Mel Lins (Todo Vagabundo tem seu Dia de Glória)

Vencedor:

O Departamento Comunicação e Design – Cacau Gondomar e Mel Lins (Forró Miudinho)

 

Técnico

Indicados:

Claudio Roberto da Silva pela cenotécnica de Mas por quê? A História de Elvis)

Evandro Oliveira (pela Operação de Luz de Quero Ser Ziraldo)

Fernando Lauria (pelo Design de Som de As Aventuras do Menino Iogue)

Serge Erège (pela Ambientação Sonora da Instalação e Trilha Sonora de Shtim Shlim, o Sonho de um Aprendiz)

Vencedor:

Fernando Lauria (pelo Design de Som de As Aventuras do Menino Iogue)

 

Especial

Indicados:

Ana Barroso e Monica Biel (pelos 20 anos de manutenção em repertório do espetáculo A História de Topetudo)

Entre Entretenimento (pela Idealização do Projeto de Luiz e Nazinha)

Os Tapetes Contadores de Histórias (pela Concepção do espetáculo Shtim Shlim, o Sonho de um Aprendiz)

Vencedor:

Ana Barroso e Monica Biel (pelos 20 anos de manutenção em repertório do espetáculo A História de Topetudo)