Brimas

Delicada encenação de pura artesania, alicerçada por duas atrizes e suas ancestralidades

por

09 de abril de 2016

Depois de duas curtas temporadas no Midrash, e no Teatro Cândido Mendes, a comédia poética “Brimas”, de Beth Zalcman e Simone Kalil, e com direção de Luiz Antônio Rocha, reestreou em março no Teatro Fashion Mall, na cidade do Rio de Janeiro. “Brimas” conta a história de duas senhoras imigrantes, Ester e Marion, que revivem, com muito humor, suas memórias, enquanto cozinham quibes para um velório. O riso, a saudade da família e as memórias do passado se misturam nessa história cheia de emoção e sabedoria. Partindo de uma história absolutamente autoral, emocional e afetiva, as autoras Zalcman e Kalil impregnam a dramaturgia de sensações, sabores, cores, afeto e prestam uma grande homenagem aos imigrantes, que vêm de boa parte do mundo, neste caso as suas avós que vêm do Egito e do Líbano, no inicio do século XX.. Mantendo um diálogo absolutamente honesto, franco e de reconhecimento a Pátria Amada e acolhedora do Brasil, ao mesmo tempo em que se conectam com as suas ancestralidades e ascendências. Um texto muito pertinente para dia sombrios de uma invasão imigratória dos sírios sofrida em grande parte na Europa e algumas regiões do mundo, onde até o Brasil entrou na rota.“Brimas” reúne histórias reais de família, relatos, fragmentos, imagens, conscientes e subconscientes, depoimentos, crenças – judaísmo e cristianismo maronita -, diferenças, humanidades – saudades, afetos -; misturando com propriedade atores, personagens e pessoas comuns. A direção de Luiz Antônio Rocha é de muita delicadeza, simplicidade e inteligência, em não se sobrepujar ao rico e belo material já existente e que transborda em delicadeza por si só. Utilizando distanciamento, e pequenos e mimosos adereços, Rocha vai desvendando com o olhar de observador atento as emoções e razões transbordarem das atrizes/personagens Beth/Ester e Simone/Marion, que possuem uma ligação forte e que vai aos poucos sendo revelada pelo texto, até chegarmos ao significado do nome do espetáculo.

Beth Zalcman (Ester) e Simone Kalil (Marion) são afetos puros em "Brimas". Foto de Guga Melgar.

Beth Zalcman (Ester) e Simone Kalil (Marion) são afetos puros em “Brimas”. Foto de Guga Melgar.

Cercado de poesia e simplicidade, o grande destaque são os tabuleiros adereços de Toninho Lôbo. Pequenas jóias da religião, que presos à parede fazem referência à espiritualidade ecumênica. Os figurinos de Claudia Golbach são muito adequados e vestem bem as duas atrizes, uma mais iluminada e a outra mais fechada, em seu vestuário preto. O cenário e a luz simples de Toninho Lôbo e  Aurélio de Simoni, respectivamente, completam com acerto este delicado momento. As atrizes Beth Zalcman como Ester e Simone Kalil como Marion estão bem a vontade, como se estivessem de fato abrindo os livros de suas vidas e nos contando momentos e passagens que são aguçadas com cheiro, gosto e muito tempero.

Beth Zalcman (Ester) e Simone Kalil (Marion) emolduradas pelos delicados tabuleiros de Toninho Lôbo. Foto de Guga Melgar.

Beth Zalcman (Ester) e Simone Kalil (Marion) emolduradas pelos delicados tabuleiros de Toninho Lôbo. Foto de Guga Melgar.

“Brimas” nos toca em regiões bastante sensíveis, principalmente naqueles cidadãos que trazem também consigo esta bagagem em sua história. No meu caso, sou um cidadão teuto-ítalo-brasileiro, e carrego também comigo toda esta ancestralidade e memória de minha família, meus bisnonni/nonni (bisavós e avós em italianos) e meus Urgroßeltern/Großeltern (bisavós e avós alemães em alemão). É sempre de muito louvor podermos falar de coração ao coração, usando como meios as nossas mais profundas raízes e a nossa própria existência de vida.

 

FICHA TÉCNICA

Texto e atuação: Beth Zalcman e Simone Kalil

Direção: Luiz Antônio Rocha

Assistente de direção: Valéria Alencar

Cenário: Toninho Lôbo

Figurino: Claudia Goldbach

Iluminação Cênica: Aurélio De Simoni

Programação visual: Davi Palmeira

Preparação de elenco: Beth Zalcman

Programação visual: Davi Palmeira

Assessoria de imprensa: Minas de ideias

Elaboração de projeto: Jenny Mezzencio

Produção executiva: Sandro Rabello

Direção de produção: Beth Zalcman, Simone Kalil e Sandro Rabello

Realização: Mabruk Produções e Diga Sim Produções

 

SERVIÇO

Reestreia: 4 de abril de 2016

Local: Teatro Fashion Mall – Sala 2

Endereço: Rua Estr. da Gávea, 899 – Telefone: (21) 2422 9800 – São Conrado

Temporada: De 4 de março até 10 de abril

Horários: Sextas e sábados, 21h30 – Domingos às 20h

Horário de Funcionamento da Bilheteria: Aberto de 3ª feira a sábado, até 21h30. Domingos, de 15h até 20h.

Gênero: Comédia

Duração: 70 minutos

Classificação: 10 anos

Preços: R$ 60,00 (Inteira) às sextas-feiras, R$ 70,00 aos sábados e domingos.

Avaliação Ricardo Schöpke

Nota 4