Redemption Song

Filme acompanha a trajetória épica dos imigrantes africanos

por

18 de outubro de 2016

O documentário Redemption Song (2016) da atriz e cineasta italiana Cristina Mantis, com apoio da Anistia Internacional da Itália, atenta para a condição trágica dos refugiados africanos que buscam melhores condições de vida em solo europeu. Seu protagonista é Cissoko Aboubacar, refugiado que conduz o filme do início ao fim, na travessia dos três continentes: desde o centro de refugiados de Amantea-Itália, passando por Siguiri-Guinéa, Dakar-Senegal e pelo Quilombo Curiquinha dos negros em Pernambuco, Cissoko vai costurando os caminhos das diásporas africanas contemporâneas.

redemptio_f01cor_2016111760

O filme acompanha a trajetória épica dos imigrantes africanos. As cenas iniciais em Siguiri expõem a situação de penúria dos garimpeiros que cavam a terra em busca de ouro. É dessa luta por uma pepita que surge a possibilidade de pagar os inúmeros atravessadores que, na cruzada do deserto pela Líbia, os levam até o litoral, onde arriscam suas vidas na travessia mediterrânea. Essa saga impressionante de heróis anônimos continua mesmo depois de sua chegada ao litoral europeu: as dificuldades para conseguirem regularizar sua situação legal os impedem de trabalhar e muitos acabam se arrependendo de ter partido em busca de um sonho de vida melhor.

 redemptio_f03cor_2016111760

Redemption Song tem momentos impactantes, principalmente no que se refere aos depoimentos sobre a saga migratória. Mas o filme se perde, principalmente quando chega ao Brasil no quadro de um projeto de intercâmbio. Cissoko, na tentativa de traçar um paralelo entre as migrações forçadas contemporâneas com a escravidão atlântica, perde sua presença ao ceder espaço a projetos institucionais que desviam totalmente o foco do filme. As cenas de uma artista italiana propondo oficinas de desenho com as crianças quilombolas dão a impressão de tratar-se de mais um daqueles projetos de intercâmbio em que os únicos que saem ganhando são os próprios europeus. A escolha por inserir estas cenas do Brasil num filme sobre a situação dramática dos imigrantes africanos nos leva inevitavelmente a questionar os reais interesses dessa produção que, por sinal, deveria ter o nome de Cissoko nos créditos como codiretor.

 

 

Festival do Rio 2016: Mostra Panorama do Cinema Mundial

Redemption song (Redemption song)

Itália, Brasil, Guiana, Senegal, 2015. 70 minutos

Direção: Cristina Mantis

 


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/almanaquevirtual/www/wp-content/themes/almanaque/single.php on line 52