25° Cine Ceará divulga longas selecionados e comemora retorno ao Cine São Luiz

Edição comemorativa do Festival Ibero-Americano de Cinema terá dez longas-metragens em competição

por

07 de maio de 2015

O Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema divulga a seleção dos dez longas-metragens em competição da edição comemorativa de 25 anos, que será realizada de 18 a 24 de junho de 2015, em Fortaleza.

image005

Do Brasil foram selecionados, Real Beleza, de Jorge Furtado e Cordilheiras no Mar: a Fúria do Fogo Bárbaro, de Geneton Moraes Neto que tem suas pré-estreias mundiais no festival e Que Horas ela volta?, de Anna Mulayert, que faz a sua primeira exibição oficial no país, depois de receber prêmios nos Festivais de Sundance e Berlim.

Jauja, foto 2

Das produções internacionais, cinco filmes inéditos no Brasil participam da competição: o chileno O Clube, de Pablo Larraín, vencedor do Urso de Prata no Festival de Berlim; o peruano NN, de Héctor Gálvez, vencedor do Prêmio de Melhor Diretor do Festival de Cartagena de Índias, na Colômbia; o espanhol Loreak, de Jon Garaño e José Mari Goenaga; a coprodução Espanha/ Etiópia, Crumbs, de Miguel Llansó; e o cubano A Obra do Século, de Carlos M. Quintela, vencedor do Prêmio Hivos Tiger y Lions Film no Festival de Rotterdam.

A obra do s+®culo

A seleção se completa com dois filmes inéditos no Ceará: Cavalo Dinheiro, dirigido pelo português Pedro Costa, vencedor de dois prêmios no Festival de Locarno e a coprodução Brasil /Argentina, Jauja, de Lisando Alonso, que estreou na Seleção Un Certain Regard no Festival de Cannes e recebeu o prêmio de Melhor Filme da Fipresci.

A obra do s+®culo 3

Para o diretor do Festival, Wolney Oliveira, “esta é a melhor seleção do festival desde sua criação e a melhor forma de comemorar seus 25 anos”.

01/2014 - Still longa metragem ' Que Horas Ela Volta' - De Anna Muylaert foto: Aline Arruda

01/2014 – Still longa metragem ‘ Que Horas Ela Volta’ – De Anna Muylaert
foto: Aline Arruda

O Cine Ceará também ganhou um presente da Secretaria de Cultura do Estado, com o retorno do Festival ao histórico Cine São Luiz, onde foi realizado de 1995 a 2010. Wolney Oliveira festeja: “É uma felicidade muito grande para o evento voltar ao palco do São Luiz, reformado, com qualidade técnica de ponta, como um dos cinemas mais bonitos do país”.

861952

As obras selecionadas e exibidas no festival concorrem ao Troféu Mucuripe em diversas categorias, como melhor longa, direção, roteiro, e melhor direção de arte. O vencedor na categoria melhor longa-metragem ibero-americano levará um prêmio em dinheiro no valor de 10 mil dólares.
O prêmio da crítica para melhor longa-metragem será concedido pela Abraccine, Associação Brasileira de Críticos de Cinema.

download (1)

Apresentado pelo BNDES, o 25° Cine Ceará é promovido pela Universidade Federal do Ceará, através da Casa Amarela Eusélio Oliveira, com apoio do Ministério da Cultura por meio da Secretaria do Audiovisual, do Governo do Estado do Ceará via Secretaria da Cultura – Secult, e da Prefeitura Municipal de Fortaleza através da Secretaria de Cultura – Secultfor. É uma realização da Associação Cultural Cine Ceará, Corte Seco Filmes e Bucanero Filmes e tem o patrocínio de empresas públicas e privadas, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (SIEC) e da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet). O festival tem patrocínio da Oi e apoio cultural da Oi Futuro.

Para mais informações, acesse o site oficial do www.cineceara.com. E curta também a página do Facebook: https://www.facebook.com/FestivalCineCeara

MOSTRA COMPETITIVA DE LONGA-METRAGENS

1. CAVALO DINHEIRO. De Pedro Costa. Portugal
2. JAUJA. De Lisandro Alonso. Argentina
3. CRUMBS. De Miguel Llansó. Espanha, Etiopia – Première no Brasil
4. A OBRA DO SÉCULO. De Carlos M. Quintela. Cuba – Première no Brasil
5. QUE HORAS ELA VOLTA? De Anna Muylaert – Première no Brasil
6. NN. De Héctor Gálvez. Perú- Premiere no Brasil
7. LOREAK. De Jon Garaño e José Mari Goenaga. Espanha – Première no Brasil
8. REAL BELEZA. De Jorge Furtado. Brasil – Première Mundial
9. CORDILHEIRAS NO MAR: A FÚRIA DO FOGO BÁRBARO. De Geneton Moraes Neto. Brasil – Première Mundial
10. O CLUBE. De Pablo Larraín. Chile – Première no Brasil

  • 01/2014 - Still longa metragem