28º Cine Ceará: Debate sobre o filme “O Barco” de Petrus Cariry

Noite de abertura iniciou a Mostra competitiva de longas

por

05 de agosto de 2018

Debate sobre o filme O Barco / The Boat​ que abriu a competição de longas do 28° Festival Cine Ceará​ com o diretor e equipe Petrus Cariry, Barbara Carary, e os artistas Veronica De Lourdes e José “Nanego” Lira Neto.

Bárbara Cariry (produtora e assistente de direção) e Petrus Cariry (diretor, roteirista e fotógrafo do filme) respondem à pergunta do crítico e curador Filippo Pitanga pelo Almanaque Virtual: “Sobre a construção dos tempos no filme e da concepção/construção criativa: existe um tempo infinito naquela Praia das Fontes e os relevos das Falésias, como se fosse o berço do mundo, e existe o tempo do espectador, que começa na primeira cena quando chega o barco naufragado com a personagem meio sereia, Anna, que conta as histórias dentro do filme, e o relógio da plateia começa a rodar. Como foi criar esses tempos desde o primeiro tratamento de roteiro, e como imaginou cada fase de realização para contar esses tempos, da imagem ao som, à pós produção?! E para um realizador que assina muitas funções de forma autoral, como foi criar de forma coletiva com a equipe como uma família, pelos arquétipos recorrentes, como as figuras femininas fortes em toda sua filmografia, e de que forma foram sugeridas as ideias de forma agregadora?!”

Sobre a pós produção e o desenho de som:

Sobre as locações cearenses e a cromática cenográfica do filme:

Sobre como foi feito o roteiro:

28° Festival Cine Ceará #CineCeará #28CineCeará #Fortaleza #FestivalCineCeará #AlmanaqueVirtual #VertentesdoCinema