Programação LGBTQ no Estação NET para o Natal

Programação especial de Natal e diversidade nos cinemas

por

22 de dezembro de 2017

Só para lembrar que curadoria de programação das salas de cinema no circuito comercial não só pode como DEVE ser política em prol da cultura e da sociedade.

Baita bola dentro do Estação NET de Cinema Botafogo colocar na mesma sala três filmes de extrema potência e afirmação LGBTQ, tanto queer quanto trans. Se assistir cada um destes filmes isoladamente já é uma catarse por si só, ter a chance ímpar de assistí-los em sequência é uma transformação de vida <3 <3 <3
Se juntas já causam, imagine juntes !

1) “Lola Pater” de Nadir Moknèche e com a deusa Fanny Ardant interpretando uma pessoa trans de maneira tão natural e ao mesmo tempo carismática que até perdoamos não terem escalado uma artista trans para o papel. Até porque às vezes interpretar um papel assim pode ser uma catarse de vida e de engajamento até mesmo para a própria artista, pois os avanços sociais de aceitação e reconhecimento refletido na cultura precisa de apoio e defensores com visibilidade no meio para trazer junto a todes.

2) “Uma Mulher Fantástica” de Sebastián Lelio e produzido por meu xodó Pablo Larraín, com a revelação do ano: a atriz trans Daniela Vega — um dos prêmios de atriz mais roubados da história no Festival de Berlim no início de 2017.
Vejam drops da atuação chiquerérrima de Daniela Vega como Vamp numa minissérie de terror produzida pelo New York Times:
https://www.nytimes.com/video/magazine/100000005588930/daniela-vega-the-vampire.html

3) “Thelma” de Joachim Trier e corroteirizado pelo próprio e pelo parceiro igualmente vanguardista Eskil Vogt. Romance lésbico e gótico, elegantemente erótico. Um primor estético.