3 Dias em Quiberon

A toxicidade da fama

por

02 de novembro de 2018

Belíssima semibiografia dirigida por Emily Atef sobre os últimos dias de vida da atriz Romy Schneider. A protagonista Marie Bäumer, que por toda sua careira sempre foi comparada fisicamente à Romy por sua semelhança assombrosa, arrasa na incorporação quase espiritual da saudosa atriz aqui retratada, e a fotografia P&B ajuda muito na imersão, artisticamente inspirada num ensaio fotográfico feito com a atriz por um famoso amigo fotógrafo antes de morrer.

Foto: Peter Hartwig

O filme demonstra com bastante eficiente a faca de dois gumes que representa a toxicidade da fama, deixando a dúvida sobre quem manipula quem e quem quer se deixar ser manipulado pelo preço de continuar sob os holofotes, independente do peso à saúde mental e física…

Confira crítica direto de Berlim quando o filme estreou no início do ano:

https://www.youtube.com/watch?v=WfLrEMjosTo

1521125439224_0620x0435_1530235389843