Anunciados os vencedores da 3ª Mostra Sesc de Cinema.

Os aclamados Ilha e Parque Oeste são alguns dos premiados na 3ª Mostra Sesc de Cinema.

por

11 de novembro de 2019

Anunciados os vencedores da 3ª Mostra Sesc de Cinema.
FB_IMG_1573500747144
Fonte: Divulgação oficial via assessoria CDN

Realizada na Casa da Cultura de Paraty, a cerimônia de premiação das melhores produções apresentadas na 3ª Mostra Sesc de Cinema.

No último sábado, 9/11, foi realizada na Casa da Cultura de Paraty, a cerimônia de premiação das melhores produções apresentadas na 3ª Mostra Sesc de Cinema. São elas:

Encenação:
“Ilha”, de Ary Rosa e Glenda Nicáio (BA)

Confira entrevista com diretores:

Glenda Nicácio:

Ary Rosa e diretor de Fotografia Thacle de Souza:

Sequência:
“Parque Oeste”, de Fabiana Assis (GO)

Entrevista con a diretora Fabiana Assis e a ativista e atriz do filme Eronilde Nascimento:

Elenco:
“Mateus”, de Déa Ferraz (PE)

Cinema Arquivo:
“A Praga do Cinema Brasileiro”, de William Alves (DF)

Debate com o diretor:

Menção Honrosa – Pela excelência técnica em animação:
“Almofada de Penas”, de Joseph Specker Nys (SC)

Juri Popular:
“Orin, Música Para os Orixás”, de Henrique Duarte (BA)

Houve ainda, um prêmio surpresa, cedido à Jurandir Amaral, diretor de “Quilombo Mata Cavalo” (MT). Foi um prêmio-personalidade ao diretor que, de acordo com os organizadores, tem “a energia que desejam para a Mostra”.

Foram exibidos 42 filmes, vindos das cinco regiões do país. Obras que trazem da sua região uma aura de tradições, sotaques e principalmente suas inquietações. São longas, médias e curtas, infanto-juvenis e adultos, documentários e ficções, live actions e animações, que tratam de luta, resistência, amor, solidão, sonhos, distopias e utopias e outros temas, que proporcionaram muitas emoções e reflexões. Os prêmios no valor de vinte mil reais cada, são de apoio e desenvolvimento à produção, como locação de equipamentos de filmagem, iluminação, maquinaria e serviços de pós-produção.

Após o evento de lançamento em Paraty, o Sesc leva a Mostra para todos os Estados, que vão realizar além dos panoramas Brasil e Infanto-Juvenil, Mostras Estaduais com o objetivo de exibir e discutir a produção local. E nos estados do Norte, a mostra Panorama Norte, como forma de fomento e desenvolvimento do audiovisual da região. O maior diferencial da Mostra Sesc de Cinema é garantir a exibição de obras produzidas nas cinco regiões brasileiras, contribuindo para a descentralização do acesso, hoje restrito às capitais. Serão mais de 100 cidades em todo o Brasil, exibindo filmes, realizando debates e oficinas, entre 11 de novembro e 15 de dezembro.

http://almanaquevirtual.com.br/36037-2/