9o Prêmio APTR de Teatro

Equilíbrio nas escolhas, emoção de uma grande atriz, agradecimento da Suíça via Whatssap e posicionamento sobre a nova família marcam a ótima festa de premiação do 9o Prêmio APTR de Teatro no Imperator

por

25 de março de 2015

Os premiados posam para a foto após a cerimônia de premiação do 9o Prêmio APTR de Teatro

Os premiados da noite desta terça-feira, posam para a foto após a cerimônia de premiação do 9o Prêmio APTR de Teatro no Imperator

Um dos mais importantes prêmios do teatro nacional, o 9o Prêmio APTR de Teatro – patrocinado pela Prefeitura do Rio de Janeiro e Rede Globo -, escolheu hoje, em uma ótima, precisa e enxuta festa no Imperator, os vencedores em 13 categorias. Neste ano a Homenagem Especial coube a consagrada atriz Glória Menezes, pela sua brilhante trajetória em nossos palcos, televisão e cinema. Uma justa homenagem a uma atriz polivalente que se emocionou, e nos emocionou a todos, com a sua postura, conduta, generosidade e respeito a classe e ao público. O Prêmio APTR, que irá comemorar no ano que vem uma década, é considerado pela classe artística como um dos mais charmosos, e afetivos prêmios. Idealizado pela Associação de Produtores de Teatro do Rio de Janeiro (APTR) ele possui características extremamente peculiares, pois é produzido exclusivamente por produtores de teatro, pela mão-de-obra que realmente coloca a mão na massa durante todo o ano, na concretização de projetos de teatro, e que sabe como ninguém o verdadeiro valor que possui todas as etapas para se encenar um espetáculo. Reconhece o valor do trabalho com um troféu e uma volumosa quantia de quinze mil reais para cada um dos doze vencedores – e vinte mil reais para o melhor espetáculo. Além de contar com um corpo de jurados formado por Bia Radunsky (gerente do Espaço Sesc), Daniel Schenker (crítico), Gilberto Bartholo (bacharel de licenciatura em literatura), Lionel Fischer (crítico), Macksen Luiz (crítico), Patrick Pessoa (doutor em Filosofia), Rafael Teixeira (crítico), Reinaldo Ferreira (primeiro diretor do CCBB/RJ), Rodrigo Monteiro (crítico) e Tânia Brandão (crítica); escolhe também o prêmio de produção pelo voto direto dos seus associados. Além de oferecerem também dois prêmios especiais, Homenagem Especial e Prêmio Parceiro do Teatro. Apresentado com muito carisma por Claudia Raia e Ney Latorraca, e por algumas ótimas duplas conhecidas em nosso meio teatral, a direção artística de Cesar Augusto foi responsável em realizar um trabalho bastante preciso e dinâmico. Atingindo o ponto exato entre o anúncio dos vencedores, os agradecimentos e a homenagem especial na metade da festa. Tudo correu perfeitamente bem, desde a distribuição harmoniosa entre vários ótimos espetáculos indicados, até ao farto e bem servido coquetel, embalado pela suave música de Mark Lambert e Orquestra Rádio Suingue. Outros destaques da festa foram o agradecimento da autora Marcia Zanaletto, ao citar que ela, a sua esposa e o seu filho sabiam muito bem que ambos constituam uma família, o agradecimento, em mensagem de voz em tempo real, da diretora Christiane Jatahy via Whatssap da Suíça, o agradecimento divertido da atriz Solange Badin dizendo que estava disponível para estudar propostas de trabalho depois do prêmio e o agradecimento emocionado do autor Gustavo Gasparani, que dedicou o seu prêmio de autor ao seu pai- um pretendente a escritor, que não conseguiu dedicar-se ao ofício, em vida.

A seguir a lista de premiados:

Categoria Especial- Frederico Reder (gestão do Theatro Net)

Cenografia – Daniela Thomas (Beije Minha Lápide)

Figurino- Carol Lobato (O Grande Circo Místico)

Iluminação – Daniela Sanchez (Uma Vida Boa)

Música -Tim Rescala (O Pequeno Zacarias – Uma Ópera Irresponsável)

Ator em papel coadjuvante- Isio Ghelman (A Estufa)

Atriz em papel coadjuvante- Solange Badim (As Bodas de Fígaro)

Autor: Gustavo Gasparani (Samba Futebol Clube) e Márcia Zanelatto (Desalinho)

Diretor: Christiane Jatahy (E Se Elas Fossem Para Moscou?)

Ator em papel protagonista – Marco Nanini (Beije Minha Lápide)

Atriz em papel protagonista- Debora Falabella e Yara de Novaes (Contrações)

Espetáculo: Samba Futebol Clube

Produção- Primeira Página (O Grande Circo Místico) 

Prêmio Parceiro do Teatro – Restaurante La Fiorentina