A fortaleza na vulnerabilidade de Babu Santana

Ator Babu Santana, que entrou no BBB 2020 por necessidade e dificuldades na carreira, excede expectativas e representa o cinema e a cultura no Big Brother Brasil

por

24 de março de 2020

O que faria você chorar?! O que lhe faria colapsar toda a muralha que construímos diariamente para não nos expormos perante as vulnerabilidades do dia a dia?! Cada um tem o seu limite… Você sabe o seu?

Pois bem, imaginem a cena: Alguém que reproduziria, na teoria, todas as características que sempre foram apregoadas de forma bastante pesada e desproporcional a um biotipo único: um homem forte, mais maduro, centro de sua família, provedor…um pedestal alto demais sobre o qual despencar. Esta expectativa auxiliou até a solidificar a masculinidade tóxica na estrutura social. Como se homens para ser fortes não pudessem demonstrar vulnerabilidade. Como se apenas características supostamente ligadas ao masculino pudessem provar força…

Vamos agora aplicar isso na prova do Anjo de hoje no #BBB… Babu e Rafa na liderança. Ambos sinônimos de força. Favoritos de inúmeros fãs desta edição. Rafa ultrapassa Babu por muito pouco. Rafa ganha. Babu desaba. Em parte, há uma força muito grande nas lágrimas daquele homem gigante chorando por perder o prêmio da prova que consquistaria para sua família (mais até do que a possibilidade de se autoimunizar). Rafa foi lá dar um abraço em Babu (o que me dá a entender que Rafa possa imunizar Babu para recompensá-lo por quase ter ganhado, pois ela costuma levar ao pé da letra a justiça interna às regras do jogo). Babu foi forte. Rafa também. E demonstrar vulnerabilidade não enfraquece nada. Mostrar Babu chorando só fortalece sua imagem. Sensibiliza sua imagem (isso de um homem que algumas pessoas da casa bastante hipócritas alegavam temer…). — e olha que achei até que a Globo exagerou em querer ficar focalizando até demais as lágrimas de Babu (no pay-per-view), não mais realçando a sua fortaleza, mas querendo se beneficiar da vitimização exotificada do olhar da câmera sensacionalista do BBB…

E Rafa, com o anjo, fez a melhor coisa do mundo! Colocou com o castigo do monstro da semana a dupla insuportável Ivy e Daniel… E olha que MESMO assim o castigo dos dois em ter de se fingir de estátua não conseguiu refrear Daniel de CONTINUAR a quebrar as regras o TEMPO todo e continuar PERDENDO ESTALECAS! Até quando…?! Ele já está com saldo devedor no negativo em R$ – 350,00 estalecas!

Agora algumas observações a mais sobre BBB pra aliviar:

1) adorando a fanfic deles sobre paredão falso. Mal vejo a hora de descobrirem que Pyong saiu mesmo e que devem TEMER MUITO ir pro paredão com Babu!

2) AMANDO Thelma, Rafa e Manu desconstruindo o racismo do ex-grupo hippie, demonstrando que se Babu está sendo salvo é OBVIAMENTE porque a forma como estavam tratando ele É UM PROBLEMA SIM! E só pessoas como Marcela, Ivy e Gy não querem enxergar (nem falo Daniel porque ele não tem salvação — mas as amiguinhas estão no mesmo caminho).

3) É doido gostar de algumas coisas do Prior (que também NÃO PODE VENCER essa p@$$#), mas o churras na laje foi uma ideia MARAAAAAA (Prior pediu para Babu dar a ideia)! Só de ver sorvete de flocos com chope e brigadeiro! E a planta de arquitetura desenhada no chão, tipo “Dogville”?!❤

4) Os confinados da casa disseram que precisam ARRASAR na festa pra compensar a quarentena do brasileiro que não anda tendo festa nenhuma… e pior que é verdade😢

5) Reitero que é muito revelador e sintomático que Babu esteja fazendo o churrasco para todo mundo, enquanto que o grupo hippie, fulo de ódio virado no Jiraya pela saída do Pyong, está se servindo à vontade do churrasco sem nem agradecer ou olhar na cara do Babu! Isso não é “ranço” pela saída do Pyong não, isso é não saber separar as coisas por pura falta de educação ou mesmo de ética do jogo. Quem tirou Pyong não foi Babu, foi o público. E saibam agradecer por quem está fazendo comida pra vocês! Será que se fosse o Prior fazendo o ex-grupo hippie também teria a coragem de não agradecer?! Ainda mais ao som metalinguístico de black music e pagode!

6) Tocaaaaaaaaaaa Raça Negraaaaaaaaaa

Screenshot_20200321-172627_Google