A Hora e A Vez de Augusto Matraga

por

28 de setembro de 2015

O grande problema em se adaptar um clássico da literatura para o cinema, é que infelizmente em alguns momentos a força das palavras não consiga ser representada em imagens da mesma forma. Em A hora e a vez de Augusto Matraga isso acaba acontecendo, mas podemos até minimizar isso pelo simples fato do personagem titulo ser interpretado pelo genial João Miguel.

 

Há também imagens belíssimas, mas em certo momentos a insistente vontade de tornar um filme uma obra de admiração imagética faz com existam momentos de profunda sonolência, mas como havia dito anteriormente, é João Miguel que sempre salva. Ele está perfeito durante toda a trama, e seu personagem sofre uma mudança terrível de característica, o que na verdade faz com que João Miguel faça dois personagens em um.
Augusto Matraga é um camponês, grosso, violento e egoísta que mora com a mulher Dionora e com uma filha. Augusto não se preocupa com nenhuma da duas, o que faz da mulher Dionora muito infeliz. Seu maior rival é o Coronel interpretado por Chico Anísio. Augusto é cheio de si, acha que é mais forte do que todos, e não da valor para ninguém e nem para seus empregados, que cansados de não serem pagos se vendem para o Coronel, e acabam espancando Augusto até que ele caia numa ribanceira e seja considerado morto.

Ao acordar, Augusto é amparado por um casal muito religioso, e fazem a Augusto mudar completamente, e deixar de ser o homem vingativo e estupido para ser um homem mais solidário e humilde.

E nessa hora que João Miguel se mostra como o grande trunfo do filme, ele consegue mudar suas expressões, o que fazem o novo Augusto ser completamente diferente e quase que não ser a mesma pessoa.
Talvez os dois grandes momentos do filme sejam a mudança repentina de Augusto e suas constantes tentações com armas de fogo exibidas por um grupo de matadores liderados por Joaozinho Bem-Bem.

A cena final do filme é um primor, uma poesia visual com violência e faz valer qualquer ingresso, e até se esquece da sonolência dos primeiros minutos para uma merecida saraivada de aplausos.

Premiere Brasil – Festival do Rio 2011

Brasil, 2011 00 Minutos
Direção: Vinicius Coimbra
Elenco: João Miguel, Chico Anysio, Vanessa Gerbeli, José Wilker


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/almanaquevirtual/www/wp-content/themes/almanaque/single.php on line 52