‘A Luta do Século’

Longa entra em cartaz nesta quinta-feira, dia 15.

por

13 de março de 2018

Vencedor do Prêmio do Júri de melhor documentário em longa-metragem no Festival do Rio 2016, “A Luta do Século” entra em cartaz nesta quinta-feira, dia 15. Dirigida por Sérgio Machado, a produção mostra a trajetória dos boxeadores Luciano Todo Duro e Reginaldo Holyfield da primeira a última luta, realizada em agosto de 2015 e recorde de audiência na internet no nordeste.

Documentário mostra a rivalidade entre Reginaldo Holyfield e Luciano Todo Duro (Foto: Divulgação).

Documentário mostra a rivalidade entre Reginaldo Holyfield e Luciano Todo Duro (Foto: Divulgação).

Mostrando a rivalidade entre pernambucanos e baianos por meio do boxe, o documentário explora as diferentes personalidades dos retratados, mas de maneira a permitir que o espectador tome partido de apenas um deles. Assim, “A Luta do Século” apresenta Luciano Todo Duro como o provocador e Reginaldo Holyfield como o homem esquentado que não atura provocação.

No entanto, a produção que teve sua proposta inicial modificada após Luciano e Reginaldo resolverem se enfrentar pela última vez no ringue, também aborda a importância dos locais de realização nos resultados das lutas. Desta forma, há espaço também para apresentar o comportamento das torcidas de ambos, que chegaram a agredir os pugilistas, jogando diversos objetos nos ringues durante as lutas, transformando os ginásios num caos.

Acompanhando de perto o cotidiano dos boxeadores e o seu afastamento dos ringues, inclusive após o surgimento de um novo ídolo do esporte, o baiano Acelino “Popó” Freitas”, “A Luta do Século” assume um leve tom crítico ao retratar o auge e a queda de dois homens que já estiveram no topo do boxe brasileiro e que hoje são esquecidos pelo grande público.

Avaliação Ana Carolina Garcia

Nota 3