“Animal Cordial” ganha melhor direção e atriz no Fantaspoa 2018

Filme de Gabriela Amaral Almeida leva prêmio de melhor direção além de melhor atriz Luciana Paes

por

08 de junho de 2018

Sara é uma garçonete muito responsável e sorridente. Ela serve bem, para servir sempre.

Pelo papel, a atriz Luciana Paes ganhou o troféu de melhor atriz do Fantaspoa 2018. Além do prêmio de melhor direção para Gabriela Amaral Almeida.

O ANIMAL CORDIAL de Gabriela Amaral Almeida estreia, em agosto, em um cinema pertinho de você.

Crítica no Almanaque Virtual:

http://almanaquevirtual.com.br/o-animal-cordial/

Debate no festival do Rio:
Screenshot_20180608-015009

Confira lista completa dos premiados da 14ª Fantaspoa:

Curta-Metragens

Melhor Curta-Metragem Nacional: “Casa Cheia”, de Caco Nigro

Melhor Curta-Metragem Internacional de Animação: “Dead Horses”, de

Melhor Curtas-Metragem Internacional em Live Action: empate entre “La Fuite”, de Damien Stein e “The Sound”, de Antony Petrou

Júri Oficial

Melhor Curta-Metragem Nacional: “Rosalita”, de Luciano de Azevedo

Melhor Curta-Metragem Internacional de Animação: “Nocturne”, de Anne Breymann

Melhor Curta-Metragem Internacional em Live Action: “The Plague”, de Guillermo Carbonel

Competição Ibero-Americana

Melhor Roteiro: Hernan Aguilar, por “Madraza”

Melhor Ator: Gustavo Garzón, por “Madraza”

Melhor Atriz: Luciana Paes, por “O Animal Cordial”; e Itziar Castro, por “Matar a Deus”

Melhor Direção: Gabriela Amaral Almeida, por “O Animal Cordial”

Melhor Filme: “Aterrorizados”, de Demian Rugna

Competição Internacional

Contribuição Artística: “Errementari”, de Paul Urkijo

Menção Honrosa pela Trilha Sonora: “The Ranger”, de Jenn Wexler

Menção Honrosa pela Originalidade e por persona mais incrível do festival: JJ Weber, por “A Próxima Morte”

Melhor Banho de Sangue: “Puppet Master: The Littlest Reich”, de Sonny Laguna, Tommy Wiklund

Melhor Direção de Arte: “Hagazussa”, de Lukas Feigelfeld

Melhores Efeitos Especiais: “The Endless”, de Justin Benson e Aaron Moorhead

Melhor Roteiro: Justin P. Lange, por “the Dark”

Melhor Atriz: Luana Veliz, por “Luz”

Melhor Ator: Thomas Aske Berg, por “Vidar, o Vampiro”

Melhor Diretor: Bertrand Mandico, de “Os Garotos Selvagens”

Melhor Filme: “Plano Sequência dos Mortos”, de Shin’ichirô Ueda