Anunciados pré-selecionados ao 5° Prêmio Platino do Cinema Ibero-Americano

Filmes brasileiros de maior sucesso do ano passado pré-selecionados para indicações a prêmios internacionais

por

30 de janeiro de 2018

Anunciados os filmes brasileiros pré-selecionados para o 5° Prêmio Platino do Cinema Ibero-Americano.

Os filmes serão submetidos a uma comissão para decidir os finalistas em cada categoria e os vencedores serão conhecidos dia 29 de abril, na Riviera Maya, no México.

Abandonado pelo pai na infância, Tony (Johnny Massaro) tenta reconstruir sua história (Foto: Divulgação).

Abandonado pelo pai na infância, Tony (Johnny Massaro) tenta reconstruir sua história (Foto: Divulgação).

O FILME DA MINHA VIDA: melhor filme ibero-americano de ficção; música original; atriz; direção de arte; direção de fotografia; trilha sonora.

BINGO: O REI DAS MANHÃS: melhor obra de estreia de ficção; direção de montagem; direção de arte; direção de fotografia; trilha sonora.

COMO NOSSOS PAIS: melhor filme ibero-americano de ficção; direção; roteiro; Prêmio Platino de Cinema e Educação em Valores.

Berlinale 2017_Como Nossos Pais

GABRIEL E A MONTANHA: melhor filme ibero-americano de ficção; direção; roteiro.

VAZANTE: melhor obra de estreia de ficção Na categoria Melhor Ator: Alexandre Nero (João, o Maestro) e Matheus Nachtergaele (Zama)

Na categoria Melhor Atriz: Bruna Linzmeyer (O Filme da Minha Vida) e Raquel Karro (Pendular)

Na categoria Documentário: CRÔNICA DA DEMOLIÇÃO; DIVINAS DIVAS; UM FILME DE CINEMA.

Na categoria Animação: AS AVENTURAS DO PEQUENO COLOMBO; BUGIGANGUE NO ESPAÇO; CAFÉ, UM DEDO DE PROSA; HISTÓRIA ANTES DE UMA HISTÓRIA; HISTORIETAS ASSOMBRADAS – O FILME; LINO, UMA AVENTURA DE SETE VIDAS.

Na categoria Direção de Montagem: JOAQUIM.

Na categoria Música Original: JOAQUIM.

O Platino, organizado pela espanhola Egeda, ganharam rápida notoriedade no circuito de premiações. A primeira edição aconteceu na Cidade do Panamá, a segunda, em Marbella, na Espanha, a terceira em Punta del Este, Uruguai, a quarta, em Madri. Agora vai ao México. A ideia é alternar países e continentes – um ano na América, outro na Europa.