Aprendizes do Picadeiro

Apresentação de encerramento do 9o FENATIFS deixa um pequeno aperitivo do que teremos nos próximos três anos de FENATIFS (2017, 2018 e 2019).

por

01 de dezembro de 2016

O espetáculo de encerramento “Aprendizes do Picadeiro”, núcleo circense da Cia Cuca de Teatro-Feira de Santana/BA, foi um misto de teatro e circo, onde podíamos ver inúmeras cenas circenses realizadas por acrobatas e atores, onde o seu roteiro era dividido pelas mais variadas práticas do picadeiro. Um misto de homenagem ao final do 9o FENATIFS e da busca da superação aos seus limites, aliado ao esforço técnico e emocional de cada uma das figuras em cena. Apesar da pouca idade e da pouca experiência, foi possível perceber o brilho nos olhos e a força na mente para que todos os desafios fossem vencidos, apesar das dificuldades encontradas. Afinal de contas, como se diz no próprio título do espetáculo, eles são aprendizes. Aprendizes na idade e aprendizes na arte circense. Podemos destacar o trabalho mais consistente e sólido de Gueu Ramos e Carol Acos, e dos ótimos Luann Lima, Sandra Silva e Lion Guimarães. O encerramento já foi para nós um cartão de visitas do 9o FENATIFS ao 10o FENATIFS, que no triênio de 2017 a 2019 irá homenagear justamente a arte do palhaço.

Em caráter não competitivo, o FENATIFS – Festival Nacional de Teatro Infantil de Feira de Santana – 10ª Edição acontecerá no período de 01 a 12 de outubro de 2017 com a realização de  apresentações de espetáculos convidados e de espetáculos selecionados através de Edital compreendendo as seguintes categorias: Mostra Nacional, Mostra Interior do Nordeste e Mostra Jovens Talentos. Como atividades paralelas o festival promove formação, cultura, educação, descentralização, reflexão crítica, reflexão artística, pluralismo, multiplicidade de linguagens e qualidade técnica e uma Mostra de Talentos Mirins.

apredinz-de-feiticeiro

Faz parte do espetáculo números de equilibrismo.

aprendizes-2

Assim como números de equilibrismo em pernas-de-pau.

O FENATIFS – Festival Nacional de Teatro Infantil de Feira de Santana traz como conceito para as próximas 3 edições (2017, 2018, 2019) a alegria do palhaço e do circo dentro do teatro. Ao longo das três edições o festival trará como convidados palhaços de tradição de circo e do teatro no Brasil, com atenção especial aos artistas da Bahia que têm formação pela escola de teatro e também os de tradição circense.  E através da seleção via editais com participação de espetáculos de todo o Pais, a curadoria irá manter  como parâmetro para  análise os principais critérios  de avaliação do FENATIFS que consistem em selecionar espetáculos com linguagens diversificadas que apresentem uma pesquisa conceitual e estética relevantes, com inovações experimentais, de espaços e tecnologias que possam elevar e promover o teatro feito para a infância e juventude no Brasil. O mestre de cerimônias, aquele que anuncia a grande festa, é apresentado no material de divulgação da 10ª Edição pelo palhaço Biribinha, homenageado que dá nome ao Troféu do FENATIFS. A proposta de trazer a alegria e a essência do palhaço como atrativo para as próximas três edições do Festival é reflexo da necessidade que percebemos nos últimos anos, que é preciso sensibilizar e  tocar a criança interior nos adultos, pois os pais, educadores e até mesmo os artistas estão necessitando cada vez mais de motivação. O compromisso com as próximas edições se mantém firme no propósito de oferecer de forma plena o teatro na vida da criança, não só enquanto diversão, mas também como mais uma das práticas pedagógicas que alia conhecimento, auto reflexão e prazer no despertar da consciência critica do cidadão engajado do futuro. A décima edição certifica a magnitude do FENATIFS enquanto espaço de oportunidades que visa  movimentar, valorizar, debater e desenvolver o teatro para a infância e juventude, consolidando e fortificando cada vez mais o interior da Bahia num polo de difusão e referência do teatro para a infância e juventude do Brasil.

aprendizes-1

O espetáculo “Aprendizes do Picadeiro”, mescla também teatro e circo.

Os grupos e artistas convidados que farão parte do 10ª Edição do Fenatifs são: a Turma do Biribinha com o espetáculo O Reencontro dos palhaços na rua é a alegria do céu com a lua; a Cia Pé de Cana da pequenina cidade de Iracemápolis, interior do estado de São Paulo com o projeto ‘Nóis na Kombi’ trazendo para o Fenatifs o espetáculo de rua itinerante; a Cia Pé de Chinelo de Ribeirão Preto – SP com o Espetáculo Circo de dois; o palhaço Biancorino Bolofofo (Alexandre Casali) de Palmeiras – BA com o espetáculo solo Mala sem alça palhaço sem calça; o palhaço Viralata (Rodrigo Robleno) de Belo Horizonte – MG com o espetáculo solo Viralata: o palhaço tá solto; o palhaço Tsiu (João Lima) de Salvador – BA com o espetáculo solo O Casamento do Palhaço; intervenções com o palhaço Tezo (Demian Reis) de Salvador – BA  do espetáculo O Palhaço e a Bailarina.

Como artistas e arte-educadores que irão compor a programação das atividades paralelas, a 10ª Edição trará como convidados: a Educadora e Etimusicóloga Lydia Hortélio (BA) e a arte-educadora e diretora teatral Maria Eugênia Milet (BA) que farão uma palestra e vivência sobre a cultura da infância direcionada a educadores de escolas e arte-educadores; Mariana Gabriel (SP), neta de Chamego, a primeira mulher negra palhaça do Brasil, com o Documentário Minha vó era palhaço; Leydson Ferraz (PE) com a palestra Registro e Memória do Teatro brasileiro direcionado a classe artística e educadores e  Felícia de Castro(BA) que fará uma vivência para mulheres com a Oficina Palhaças, Bem vindas sois vós. E como convidados para compor a Mesa redonda: Pesquisa e Memória do Teatro, o Jornalista e pesquisador de teatro Leydson Ferraz (PE) e o  Crítico teatral, Diretor e ator Ricardo Schöpke (RJ). E para compor a Mesa Pesquisa e Memória do Circo os convidados, Teófanes Silveira – Palhaço Biribinha (AL), Rodrigo Robleno – Palhaço Viralata (MG), Demian Reis – Palhaço Teso (BA), Rômulo F. Barbalho-Palhaço Fura-Fura (BA e Mariana  – Diretora e roteirista do Documentário Minha avó era Palhaço.

 

 

 

.

 

 

 


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/almanaquevirtual/www/wp-content/themes/almanaque/single.php on line 52