Babu e as realidades alternativas do BBB

Como o racismo estrutural vem dividindo a casa do Big Brother Brasil

por

04 de abril de 2020

Um dia é do caçador…o outro é da caça… Mas quem é meu caçador de mim?!

Curiosamente, ontem mesmo Babu falava no #BBB sobre realidades alternativas. Que o destino não reserva apenas uma estimativa para nós, senão, onde entraria o livre arbítrio? Pela física quântica, Babu não está errado. Só se torna “destino”, por essência de sua concepção, uma vez que acionamos aquela escolha e seguimos com as consequências dela. Criamos uma realidade alternativa onde só aquilo aconteceu, e nenhum outra escolha foi tomada. Mas convivemos com várias escolhas diferentes daquela que podem ter formado destinos diferentes…

Por exemplo, uma escolha: Rafa fez aniversário na quinta-feira. Fez bolo com ajuda de receita de Babu. Celebrou com Manu, Thelminha, Gabi e Babu. Evidentemente, nesta linha do tempo, não veríamos jamais Flay e Mari, que não batem com Rafa de jeito nenhum, comer daquele bolo de aniversário…

Destino: Na última prova do líder, que foi todinha calcada na sorte, inacreditavelmente e para surpresa de todos, o trem descarrilhado que todos pensavam ser a próxima a ser eliminada da casa, Flay, sem falar uma palavra desde que Prior saiu, GANHOU A PROVA DO LÍDER (mais uma vez com Babu ficando em 2° lugar por pouco!). E, como líder, refastelou-se e aplicou sua vingança! Levou Mari e Babu para a cozinha VIP (SEM FALAR QUE COMEU O BOLO DA RAFA com Mari )! E levou junto….Ivy?!?!? O que diabos Ivy está fazendo lá?!?! Ivy demonstra mais uma vez suas facetas interesseiras e oportunistas! Ivy faz de conta que sempre ADOROU Flay (se fosse a Mari até poderia ser…, mas acho que é ela de olho na carreira de Mari fora do BBB que está bem mais à frente que a dela).

Escolha: Só duas noites atrás, lá estava Ivy com Giselly planejando a eliminação de Flay, Babu e… Thelminha! SIM! Inclusive, as duas gargalhavam exageradamente feito bruxas e se autoproclamavam “vilãs de brincadeira” (mal sabem elas que estamos levando essa assertiva bastante a sério há bem mais tempo que elas rsrs).

Destino e escolha: Gabi ganha a prova do Anjo… E, por ironia do destino, logo na curva final da última quarta parte do programa, ela nomeia para o castigo do Monstro: Giselly e Marcela! (Marcela ainda não havia recebido nenhum monstro, e agia com seus privilégios como se não fosse problema para todos os que já foram castigados até agora e ela olhava lá de cima pra baixo, como bem descreveu Babu: “A Marcela me olha que nem uma madame, do mesmo jeito que minha patroa me olhava. Eu tenho trauma desse olhar”)!

Escolhas em formação de um destino antes do paredão: Agora, a língua ferina de cada uma pode se voltar contra si mesma na formação dos próximos paredões. Flay parece que, talvez pela súbita aproximação de Ivy, esqueceu o quanto antes odiava Giselly devido à rivalidade na disputa por Prior (que hoje foi revelado como sendo réu numa ação criminal de estupro! Ou seja, seu padrão psicótico de fato tinha raízes fora da casa também)… E agora Flay quis que quis indicar, ao invés de Gi, Thelma ou Rafa para o paredão… Porém, o que elas não sabiam, é que desta vez o contragolpe não viria do indicado do líder, e sim da pessoa mais indicada da casa… E, se a pessoa mais indicada da casa de uma forma ou de outra já ia ser mesmo Babu, ele com certeza daria o contragolpe ou em Ivy (talvez não pela falsa aproximação dela no VIP) ou em… MARCELA! Que tanto o humilhou no programa, e lhe deu o último castigo cinicamente como se não fosse nada, e agora está ela própria provando do próprio remédio… Pode não ter sido desta vez, já que ele indicou Gabi…, Porém, num paredão com Thelma e Babu contra Marcela, as representações do racismo na casa do #BBB não poderiam ter se tornado mais “claras” — sim, com trocadilho racializado incluso. E quando finalmente chegar a hora dela, Marcela sairá com o índice de rejeição previsto! Mas acabou que o paredão ficou Babu, Thelma e….Gabi.

Ah gente, e meu coração, como fica?!

Flay votou de forma inconsequente, inclusive, porque votando na Thelma, e pressupondo que o contragolpe viria da pessoa votada pelo líder, como nas semanas anteriores, Thelma evidentemente daria contragolpe na Mari, levando a melhor amiga da Flay de volta pro paredão. Se ela tivesse indicado a Giselly, a Gi provavelmente indicaria o Babu e não a Mari. — A questão foi surpreendê-las dando o contragolpe para o mais votado pela casa… que foi Babu, e que indicou a Gabi.

Mais uma vez, Gabi também poderia ter se salvado… Se Gabi tivesse votado na Mari e não no Babu, Mari teria sido a mais votado e Flay não teria nem que desempatar… Mari provavelmente daria o contragolpe na Manu ou no próprio Babu… Gabi poderia ter evitado o contragolpe simplesmente votando junto com as amigas Rafa, Thelma e Manu! E perdeu a chance. Agora vai pagar o preço disso, indo num paredão contra duas pessoas que foram muito injustiçadas no programa.

Simples assim.

Eu teria preferido que Babu tivesse indicado Marcela, isso sim! Mas por enquanto vamos esperar… Pois, como disse o próprio Babu, ele vai colocar quem ainda não foi pro paredão. E a última que falta é a Marcela! Uma hora ou outra ela vai. E, por enquanto, Gabi infelizmente traçou o seu destino…

Sorry, Gabizinha… Mas você não deixou alternativa. Sai você dessa vez. Só vamos botar os pingos nos “i”s. Não acho que Gabi é a “gênia do mal” que o twitter pintou do retrato dela… Como se cada choro e gagueira fossem manipuladores… De fato, acredito sim que a figura que ela inventou para si exagera na “pseudo inocência” infantilizante para que simpatizem por ela. Mas não posso concordar com alguns pensamentos de que ela teria consciência da relação abusiva com o Guilherme e tenha manipulado isso pela simpatia de público, porque não podemos hierarquizar opressões (como já dizia a pensadora Audre Lorde), e é inconcebível culpabilizarmos a vítima, independente se ela usou o fato de o programa tê-la vitimizado na relação com o Gui em troca de audiência. De uma forma ou de outra ela seria vítima da opressão estrutural do programa.

Ou seja, aquela relação passou e muita coisa aconteceu desde então. Não vai ser por causa disso que ela ficaria ou sairia do programa. Ela teve mais de uma chance de se posicionar e tentou jamais se queimar e agradar a gregos e troianos, até passando despercebida… Se não fosse tão abismal a indiferença com que o trio Marcela, Giselly e Ivy trataram a Gabi depois de ajudarem a eliminar Guilherme e livrá-la da relação abusiva, esquecendo todas as três de prestar qualquer ajuda a ela depois disso, Gabi até teria passado mais despercebida ainda. Mas Rafa e Manu, e depois Thelma realmente abraçaram Gabi para ajudar na recuperação de todos os abusos pelos quais ela passou. Até porque Guilherme aparentemente era um cara legal, e para as próprias vítimas é inconcebível que caras legais possam ser abusivos. Mas Guilherme usou a relação para ganhar vantagem no jogo como casal, e tentou com isso estar acima de tudo e todos na casa.

Se Daniel era prova de como o trio Marcela, Gi e Ivy tratavam sim as pessoas da casa com dois pesos e duas medidas, Gabi foi prova de que o trio não tinha vontade nenhuma de mudar ou ajudar qualquer pessoa em necessidade que eles próprios. Mas Gabi foi ficando… Sem muita expressividade… E até colocando suas amigas às vezes em enrascadas justamente por não querer se posicionar. Infelizmente, agora é #ForaGabi