Centenário Federico Fellini

E confira Mostras de Cinema que estão passando os filmes de Fellini em película e, logo ao lado, a Mostra da pioneira de Hollywood Dorothy Arzner

por

20 de janeiro de 2020

Screenshot_20200120-100301_Google

Hoje, dia 20 de janeiro de 2020, neste dia insuspeito, aqui feriado, Federico Fellini completaria 100 anos. Centenário não apenas de um ídolo, mas de uma referência eterna de sonhos na vida. Alguém que nos ensinou a ousar sonhar e ampliar a realidade em nosso entorno a partir dos sonhos.

Seus filmes me atravessam uma vida inteira, e quando choro não é de tristeza, e sim de emoção. Sabe como se pudesse sentir o aroma de infância? Falei recentemente numa das aulas de crítica sobre o cheiro que o cinema nos alude na memória, e isto é uma força muito poderosa. É como se tomássemos um copo d’água, sabendo ser inodoro e insípido, pois não dá para lamber ou cheirar a tela, mas a memória associativa de afetos que o cinema nos alude é tão potente que podemos sentir a combinação de perfumes específicos para cada obra, para cada lembrança de momentos diferentes da vida.

Porém, não é só um túnel do tempo com gosto de infância. É um truque de mágica a gerar grande catarse metafísica, pois Fellini tinha esse raro truque em nos fazer sentir crianças de novo ao mesmo tempo em que nunca nos sentimos tão adultos. Nos sentíamos ricos ao mesmo tempo em que aprendíamos como seria viver se fôssemos desprovidos de quaisquer privilégios. Sentíamos condições e tempos aparentemente opostos se encontrarem numa sinergia atemporal além da limitação do espaço. Viajávamos não apenas por nosso passado, pelo dele também, pelo da Itália e pelo do mundo.

E essa capacidade de unir pontos distantes vinha acompanhada de uma plasticidade ímpar que criava quadros eternos em nossa retina. Desde seus trabalhos P&B até o cinema em cores. Fosse uma pequena cidade lúdica cujas crianças são os verdadeiros historiadores…; ou um outdoor gigante ganhar vida e criar uma gigantesca mulher andando nas ruas de noite a beber um inocente copo de leite…; Ou mesmo uma enorme nave que afunda num tanque de água diante da própria câmera de cinema a quebrar a quarta parede, revelando se tratar de Cinema! Uma lição de linguagem para James Cameron aprender a fazer “Titanic”. Fellini foi capaz até de montar um picadeiro de todos os personagens de sua vida, e da nossa, num último e derradeiro espetáculo de despedida. Um que dura eternamente. Um dia também irei cirandar neste picadeiro. E amarei dançar com o amigo que fez o sonho de tantas crianças adultas neste círculo sem fim.

Aproveitem que a Mostra Centenário Fellini continua no CCBB RJ com exibição de seus filmes em película e anda lotando com filas enormes. O cineasta legou 20 longas-metragens ao mundo e muitas outras obras, desde episódios em longas antológicos a especiais para a TV. Da mesma forma, indico outra Mostra simultânea no circuito, pertinho do CCBB RJ, logo ali na Caixa Cultural ao lado do metrô da Carioca, com a Pioneira da Era de Ouro de Hollywood, a cineasta Dorothy Arzner, com filmes raríssimos e vários inéditos no Brasil. Uma cineasta que dirigiu 16 longas-metragens e até hoje é a recordista que mais dirigiu longas em Hollywood (até hoje um marco não ultrapassado por ninguém!). Vale MUITO à pena alternar entre as duas, até porque elas contém reprises em suas programações e dá para alternar ambas sem perder ninguém! Assistam sim “8 e Meio”, “E La Nave Va”, “Amarcord” e outras grandes obras de Fellini!

Mas não percam igualmente obras brilhantes de Dorothy Arzner como o filme de guerra “Crepúsculo Sangrento”, a comédia deliciosa e crítica “Felicidade de Mentira” com Joan Crawford, e o drama brilhante “A Vida é uma Dança” com Lucille Ball e Maureen O’Hara e muito mais! Imperdível! — e atentem para sessões com debates convidando especialistas do naipe internacional da pesquisadora especialista Judith Mayne no sábado que vem às 19h, com alguns dos nossos grandes nomes também como as pesquisadoras Janaína Oliveira, Tatiana Carvalho, Kênia Freitas e a cineasta Juliana Antunes (“Baronesa”, “Plano Controle”).

Confira programação:

20200118_165452 Screenshot_20200120-100301_Google Screenshot_20200119-170518_Google