Chacrinha

Terceiro espetáculo da trilogia Uma Aventura Brasileira Chacrinha, de 12 milhões de reais, marca a estreia de Pedro Bial como autor e Andrucha Waddington como diretor teatral

por

12 de novembro de 2014

Aconteceu nesta terça-feira, no Teatro João Caetano, na cidade do Rio de Janeiro, a coletiva de imprensa do espetáculo musical “Chacrinha” da Aventura Entretenimento. Mais um novo autor e diretor serão lançados no mercado teatral com esta nova produção. Uma prática que vem se tornando rotineira nas produções da Aventura. Na trilogia Uma Aventura Brasileira (“Elis-A Musical”, “Se Eu fosse Você” e “Chacrinha”), todas foram realizadas por profissionais estreantes na direção teatral, respectivamente: Dennis Carvalho (diretor de novelas), Alonso Barros (coreógrafo); e agora Pedro Bial (jornalista, escritor e apresentador), como autor e Andrucha Waddington (diretor de cinema), como diretor.

Na entrevista, Bial ressaltou o seu gosto por biografias, o fascínio em poder falar sobre o lado humano da personagem Chacrinha, do seu criador Abelardo Barbosa, e que pensou em realizar um espetáculo com cenas para encantar. Sobre esta nova aventura na direção de um musical, Andrucha comparou a sua criação cênica, como a dirigir um plano seqüência para o cinema, pois para “ele” ser filmado requer muito tempo de ensaio para o seu ajuste total. Assim, definiu a sua direção em “Chacrinha” como a realizar dois planos seqüência, sendo o 1o ato, a primeira seqüência, e o 2o ato, a segunda seqüência. Ressaltou também a possibilidade de se recuperar no projeto a liberdade de ser inpoliticamente correto. “Algo incomum nos dias de hoje, onde de dez palavras, cinco podem estar sendo patrulhadas no politicamente correto” diz Andrucha.

Elenco de Chacrinha reunido após a apresentação das cenas do espetáculo

Elenco de Chacrinha reunido no palco do Teatro João Caetano após a apresentação das cenas do espetáculo

Depois de uma pequena preleção da equipe criativa, vimos, não por acaso, duas seqüências da peça. Uma do segundo ato, e uma do primeiro ato. Foi possível vermos um pouco do tom irreverente e carnavalesco que Gringo Cardia propõe na cenografia do espetáculo, onde podíamos ver também algumas necessidades de ajustes e acabamentos, típicos nas grandes alegorias de carnaval; além de assistirmos também a algumas das 73 canções do espetáculo, através dos intérpretes de Chacrinha (na segunda fase vivido por Stepan Nercessian e na primeira fase por Leo Bahia), e por atores que representam cantores como Rosana, Ritchie, grupo Ultraje à Rigor, Elba Ramalho, Gonzaguinha, Fábio Junior, Clara Nunes, e uma participação especial de Dercy Gonçalves e Elke Maravilha, entre outras.

Toda equipe reunida após a apresentação das cenas. Em destaque Stepan Nercessian, Pedro Bial e Andrucha Waddington

Toda equipe reunida após a apresentação das cenas. Em destaque no centro Stepan Nercessian, e sentados a direita Andrucha Waddington e Pedro Bial.

“Chacrinha” estreia no dia 14 de novembro às 20h no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro, e sua temporada irá até o dia 1o de março de 2015. Na ficha técnica, a direção musical e arranjos são de Delia Fischer, direção de movimento de Alonso Barros, desenho de luz de Paulo César Medeiros, figurinos de Claudia Kopke e desenho de som de Carlos Esteves.