Cineasta Manoel de Oliveira morre aos 106 anos

Em plena atividade, cineasta deixa filme ainda inédito

por

03 de abril de 2015

Um dos cineastas mais prolíficos e longevos da história, o cineasta português Manoel de Oliveira morre aos 106 anos (11 de dezembro de 1908 à 02 de abril de 2015) deixando mais de 60 filmes em seu currículo e uma obra ainda Inédita após a repercussão positiva de seu trabalho imediatamente anterior “O Gebo e a Sombra” que reuniu duas divas do cinema neorrealista: Jeanne Moreau e Claudia Cardinale.