Cinzas e Café

Retrato lúdico e bem humorado sobre a amizade entre mulheres

por

21 de julho de 2016

Curta metragens são excelentes meios para que o cineasta exiba seu poder de síntese. Em “Cinzas e Café”, o diretor Daniel Gravelli consegue apresentar um trabalho com uma essência simples, mas de acabamento refinado. Tal feito ganha maior importância, quando sabemos que o projeto não obteve patrocínio ou qualquer outro apoio cultural ou financeiro.

cinzas

O argumento (também assinado por Gravelli) tem como base a amizade de quatro mulheres, que fica abalada quando uma delas declara estar com uma doença terminal. Gravelli desenvolve os clichês de maneira elegante e conceitual, com enquadramentos inesperados, embalado por uma qualidade técnica surpreendente neste tipo de produção. A narrativa transcorre em flashbacks compondo um retrato lúdico e bem humorado sobre a amizade entre mulheres adultas sem levantar bandeiras de igualdade ou de direitos feministas. Outro ponto positivo é o excelente trabalho do elenco que sem esforço, consegue imprimir personalidade em seus papéis em apenas 20 minutos.

cinzas05

“Cinzas e Café” torna-se, portanto um belo cartão de apresentação de um cineasta com evidentes habilidades artísticas e com uma potência a ser descoberta.

cinzas02

Ob: O evento foi realizado na Cinemateca do MAM e contou com a exibição do curta de terror “Clara” de Helvécio Cotias Parente.

Cinzas e Café

Brasil, 2015. 20 min.

Direção: Daniel Gravelli

Com: Andrea Schiavone, Helga Nemeczyk, Michele Capri, Adriana Rabelo, André Ramiro, Erom Cordeiro.