Coletiva de Imprensa de “Loucas pra Casar”

Elenco se reúne para divulgar o filme

por

06 de janeiro de 2015

Pegando carona na estreia de “Loucas pra Casar” marcada para essa semana, o Almanaque Virtual conta como foi a coletiva de imprensa no Rio de Janeiro com o elenco da comédia nacional que promete surpreender os espectadores. Em uma conversa bem informal, Marcio Garcia, Tatá Werneck, Ingrid Guimarães e Suzana Pires mostraram que ainda estão motivados pela diversão do set de filmagens. Na trama, muito bem roteirizada por Marcelo Saback e dirigida por Roberto Santucci, Ingrid vive a personagem Malu, uma corretora imobiliária que sonha subir ao altar da maneira mais idílica e tradicional possível: quer selar seu romance com o grande amor de véu, grinalda e votos de até que morte os separe. O pesadelo de Malu começa quando ela descobre que o namorado Samuel, interpretado por Marcio Garcia, tem o hábito de pular a cerca acumulando duas amantes em suas conquistas, a dançarina de boate Lúcia (Suzana Pires) e a carola virgem Maria (Tatá Werneck).

coletiva3

O que surpreende em “Loucas pra Casar” é o bem executado desejo de sair das banalidades exibidas, e depois facilmente esquecidas, nas salas de cinema do Brasil. Mostrando que não quer valorizar o riso em detrimento da originalidade do roteiro, Saback assina um texto que estimula o raciocínio do espectador e usa e abusa de situações típicas do cinema importado. Sem querer sem mera imitação da comédia americana, “Loucas pra Casar” aproveita as influências para criar identidade própria e, principalmente, acender uma luz no fim do túnel das comédias nacionais. Ingrid Guimarães admitiu que julgou o filme da maneira mais óbvia em um primeiro momento. “Eu fui a primeira a ler o roteiro, quando comecei, fiquei pensando que se tratava de mais um filme sobre casamento. Eu realmente decidi fazer por causa do roteiro muito criativo.” Marcelo Saback, roteirista de filmes essencialmente femininos, como “Divã” (2009), os dois filmes da série “De Pernas pro Ar” (2010 e 2012) e “S.O.S.: Mulheres ao Mar” (2014), Ingrid acha que a autoria fez toda a diferença. “A especialidade dele (Saback), o que ele gosta, é escrever para mulher.” Suzana Pires, a mais sensual do trio, disse que visitou lugares desconhecidos na composição da personagem. “Foi a primeira vez que eu estive diante de um pole dance. Tive aulas para fazer a personagem. É uma loucura ter que se equilibrar e ser sexy ao mesmo tempo. Na verdade, eu gostei de visitar esse lugar da sexualidade.” Tatá Werneck, tão cômica na vida real quanto na profissional, rasgou elogios à Ingrid Guimarães, atriz com grande traquejo na arte de fazer rir. “Eu estava com seis propostas de filme, onde eu era protagonista de cinco deles, aí eu falei, nada vai me deixar mais feliz do que fazer uma participação em um filme com a Ingrid Guimarães.” Ainda engatinhando pelos caminhos desafiadores da sétima arte, Tatá completou. “Existe a arte feita no cinema e a arte de fazer cinema, é um processo milimétrico com o qual você precisa aprender a lidar. TV é indústria e teatro é na hora. Esse processo que eu ainda não domino exige experiência.”

coletiva1

Marcio Garcia, o bendito fruto entre as mulheres, fez questão de agradecer pela oportunidade de fazer parte de um filme com ambições de mudar um cenário de estagnação. “Foi ótimo, fiquei super feliz. A gente não precisou improvisar muito, o Saback é realmente um gênio, responsável pelo texto bem amarrado. Já o Santucci fez bem o dever de casa, dirigindo com facilidade. Nós tivemos bastante tempo para a leitura e conseguimos nos entrosar bastante. Foi super divertido, agora resta saber se o público gosta.” Ator que também acumula a função de cineasta, Marcio disse que teve que se controlar para não interferir muito na direção de Roberto Santucci, segundo ele, bastante acessível às suas opiniões. “Eu tenho que me controlar, é mais forte do que eu. É claro que eu respeito a posição dele (Santucci), já que eu não estou ali como diretor. Eu me meto um pouco, sempre sugerindo, mas com muito cuidado. O Roberto é um cara muito flexível, obviamente algumas sugestões ele concordou, outras não, mas eu sofro com esse processo criativo compulsivo no set.”

Como o bate papo estava aberto a questões que fugiam do âmbito técnico, as atrizes falaram também sobre suas impressões a respeito da instituição do casamento. Ingrid Guimarães, que teve a liberdade de escrever uma cena que ilustra bem o drama de mulheres solteiras diante da sociedade, falou que a base para a caracterização de Malu são pessoas que ela realmente conhece. “Quando fui fazer a pesquisa para interpretar a minha personagem, eu realmente me baseei em um tipo de mulher que conheço, aquelas que a vida é homem. O trabalho fica em terceiro plano porque tem mulher que não vive sem um companheiro. Eu tenho amigas assim, elas saem com as amigas mulheres e acham chato se um cara não for. Outra coisa que me deixou muito impressionada é saber como essa festa (o casamento) é importante para a mulher.” Realista, mas sem perder a piada, Tatá complementou. “Eu acho que as mulheres sempre vão pensar sobre isso, mesmo aquelas que dizem que não querem se casar. Elas sabem que mesmo assim, em algum momento, a decisão pode pesar, a sociedade pode cobrar. Eu venho de uma geração de mulheres muito independentes, que sempre trabalharam fora e não se casaram. Eu não tenho esse sonho de me casar de véu e grinalda.” Para Ingrid, a protagonista e mais falante do grupo, a comédia nacional tem uma dívida com a qualidade e “Loucas pra Casar” será uma bem-vinda parcela para a quitação desse débito. “Todo mundo acha que a gente está imitando a comédia americana, eu acho que a grande luta do cinema de comédia, hoje, é tentarmos fazer roteiros originais.” Ao oferecer ao público um produto que leva em conta a criatividade, Marcelo Saback e Roberto Santucci vão proporcionar ao espectador a oportunidade de se divertir, sem qualquer peso na consciência.

Suzana Pires, Ingrid Guimarães e Tatá Werneck

Suzana Pires, Ingrid Guimarães e Tatá Werneck

  • Tatá Werneck, Ingrid Guimarães e Suzana Pires
  • Tatá Werneck, Marcio Garcia, Ingrid Guimarães, Suzana Pirez e a produtora Mayra Lucas
  • Suzana Pires, Ingrid Guimarães e Tatá Werneck
  • Tatá Werneck, Ingrid Guimarães e Suzana Pires
  • Tatá Werneck, Marcio Garcia, Ingrid Guimarães, Suzana Pires e Mayra Lucas

 


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/almanaquevirtual/www/wp-content/themes/almanaque/single.php on line 52