El Mondo de Dondo

Interpretação de Julia Sigliano é arrebatadora, e está sustentada em um trabalho minucioso de entrega física e emocional

por

27 de maio de 2017

O grande destaque do 8o PGE foi o excelente espetáculo “El Mondo de Dondo” da Cia. Julia Sigliano, sediada na Argentina. Julia arrebatou a plateia e comoveu de uma forma impressionante todo o Teatro Guairinha, que estava cheio. Dondo é o protagonista da bela história interpretada por Sigliano, que se apresenta desde a gravidez, e do nascimento até os primeiros anos de sua vida. Compartilhamos com ele os desafios de crescer e aprender. Contando com uma rica gama de recursos artísticos, onde ela manipula títeres de mesa, de vara, máscara e desenhos ao vivo. Uma impressionante riqueza técnica e de detalhes. A criação de Sigliano nos proporciona um dos roteiros mais inventivos dos últimos tempos, no teatro de animação e de atores de carne e osso. Ela penetra em questões absolutamente sensíveis, íntimas e delicadas na gestação de um bebê, e partindo não do lugar mais comum do nascimento, mas sim do momento quando o bebê está vivendo e crescendo dentro da barriga, os primeiros passos na construção do ser. Desta maneira ela encanta e deixa todas as crianças e adultos extasiados com uma construção muito particular e criativa de toda a trajetória de Dondo, até se tornar um jovem.

foto 4 Dondo isabelle neri (232)

Sinergia é a melhor palavra para exprimir o encontro de Julia Sigliano e Dondo. Foto Isabelle Neri.

foto 1 Dondo isabelle neri (242)

Um dos grandes destaques da peça é a apimentada boneca Pity, que tem expressões faciais milimetricamente sensivéis. Foto Isabelle Neri.

O cenário é de grande mobilidade e criatividade, gira como um cubo mágico e se transforma em diferentes espaços: barriga da mãe, o quarto do bebê, sonhos. Estes movimentos ampliam as ações e dão sustentação a um refinamento na direção de Julia Sigliano e Manuel Mansilla. Tirando o lugar comum dos espetáculos que trabalham com empanadas fixas, e acrescentando ares de contemporaneidade a concepção cênica do espetáculo, e multiplicando os espaços da atuação. A interpretação de Julia Sigliano é arrebatadora, e está sustentada em um trabalho minucioso de entrega física, emocional e que ainda apresentou uma ótima comunicação na língua portuguesa. Um desafio muito bem realizado pela atriz. Além das suas múltiplas capacidades como manipuladora, diretora, autora e cenógrafa.

foto 2 Dondo isabelle neri (249)

Julia manipula com muita destreza e energia todos os seus espetaculares muñecos. Foto Isabelle Neri.

foto 3 Dondo isabelle neri (253)

Vários tipos de animação são utilizadas, entre elas uma técnica de desenho ao vivo. Foto Isabelle Neri.

“O Mundo de Dondo” vai ficar para sempre impresso em minha memória, como um dos espetáculos de títeres mais impressionantes que eu assisti em todos os tempos. Pela grandeza desta miúda atriz-manipuladora-criadora diante de uma plateia extasiada, que a tornou uma gigante em delicadeza e sensibilidade. Arrebatando crianças de todas as idades, com uma história profundamente orgânica e essencial a todos nós. História esta que fala da vida, do ser e da sua formação no mundo.

Ficha técnica

Criação e atuação: Julia Sigliano

Direção: Julia Sigliano e Manuel Mansilla

Música original: Santiago Llorente

Figurino: Soledad Parrado

Títeres e cenografía: Julia Sigliano

Produção Executiva: Clara Miravalle

Duração: 60min

Classificação – Livre

Avaliação Ricardo Schöpke

Nota 5