Entourage – Fama e amizade

Filme encerra a série homônima que durou oito temporadas, mas não é bem sucedido

por

21 de agosto de 2015

Após cinco anos do início de seu desenvolvido, o longa-metragem derivado da premiada série da HBO “Entourage” finalmente chega aos cinemas. Dirigido pelo criador Doug Ellin, “Entourage – Fama e amizade” possui a mesma estrutura das oito temporadas (2004-2011) e funciona como um último episódio estendido da série. Por se tratar de uma espécie de continuação, o filme é totalmente voltado para os fãs da série, mas tenta situar e envolver (sem sucesso) quem nunca a assistiu mostrando rapidamente como tudo começou para o quinteto principal. Na trama, a estrela de cinema Vincent Chase (Adrian Grenier) decide se tornar diretor (como o próprio ator, que já dirigiu os documentários “Shot in the Dark” e “Teenage Paparazzo”) e conta com seus velhos amigos Eric (Kevin Connolly), Turtle (Jerry Ferrara) e Johnny (Kevin Dillon), e, claro, com seu agente e chefe de estúdio Ari Gold (Jeremy Piven), nesta nova empreitada profissional.

Escrito por Doug Ellin e Rob Weiss, o longa tem fama e amizade como seus temas centrais, como o subtítulo em português já revela de antemão. Amigos, lifestyle hollywoodiano cercado de celebridades, carrões de luxo, mansões e mulheres seminuas (e nuas) se oferecendo aos homens o tempo todo. Em “Entourage” (no original), os homens são o foco das câmeras e as personagens femininas são completamente descartáveis, muitas vezes diminuídas e negativamente estereotipadas – um completo machismo. Aliás, os próprios personagens masculinos, em sua maioria, são machistas.

O enredo de “Entourage – Fama e amizade” exibe subtramas desnecessárias que se encaixam bem numa série, que por possuir diversos capítulos precisa de fatos extras para embromar, mas que num filme são um peso morto enfadonho. Junta-se a isto a existência de conflitos pífios que quase sempre envolvem algum famoso para desviar o foco da insignificância dos eventos que se apresentam. Entre as celebridades que despontam na tela como elas mesmas, têm destaque Emily Ratajkowski (que é a causa de uma rixa entre Vince e Travis), Jessica Alba, Liam Neeson, Jon Favreau, Pharell Williams, Mark Wahlberg (um dos produtores, cuja ponta não poderia faltar, já que a série foi inspirada em uma fase de sua vida e de seus amigos) e, principalmente, a lutadora do momento, campeã do UFC, Ronda Rousey. Interpretando o pai e o filho Larsen e Travis McCredle, patrocinadores do filme de estreia de Vince, estão Billy Bob Thornton (ex de Angelina Jolie) e Haley Joel Osment, que reaparece num personagem tão ridículo quanto o que se tornou a sua carreira depois de “A.I. Inteligência Artificial”.

Apesar de terem se passado apenas quatro anos do fim da série, tanto o roteiro quanto a direção de Ellin estão perdidas e parecem não contribuir muito para a série em questão. “Entourage – Fama e amizade” arranca poucas risadas contidas. É provável que até os fãs da série precisem se esforçar para achar graça no ponto final cinematográfico da série de comédia. Com clichês que persistem durante toda a fita, o filme se encerra com um previsível final feliz, que inclui uma cena dos créditos. Depois de assistir a este filme, é difícil acreditar que a série “Entourage” tenha sido premiada pelo Emmy Awards e pelo prêmio Peabody, e indicada ao Golden Globe Awards e ao Screen Actors Guild Awards.

 

Entourage – Fama e amizade (Entourage)

EUA – 2015. 104 minutos.

Direção: Doug Ellin

Com: Jeremy Piven, Kevin Connolly, Adrian Grenier, Kevin Dillon, Billy Bob Thornton e Haley Joel Osment.


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/almanaquevirtual/www/wp-content/themes/almanaque/single.php on line 52