Extraordinário

Stephen Chbosky entrega mais uma obra divertida e emocionante que aquece o coração e trata de temas importantes

por

07 de dezembro de 2017

Baseado no best-seller homônimo de R.J. Palacio, “Extraordinário” conta a história de Auggie Pullman (Jacob Tremblay), um menino que nasceu com uma deformação facial e já passou por 27 cirurgias plásticas. Após 10 anos sendo ensinado em casa por sua mãe (Julia Roberts), Auggie começa a frequentar uma escola regular, onde enfrenta os primeiros desafios de viver em sociedade. Narrado por Auggie, o longa dirigido por Stephen Chbosky (“As Vantagens de Ser Invisível”) mantém o foco nas crianças e seus problemas, colocando os adultos como coadjuvantes dessa época muito particular da vida que é o período escolar, que engloba todas as complicadas questões da infância e adolescência.

Extraordinário1

O maior acerto do roteiro escrito por Chbosky, Steve Conrad (“A Vida Secreta de Walter Mitty” e “À Procura da Felicidade”) e Jack Thorne (“Uma Longa Queda”) é a divisão da trama em três capítulos, intitulados Auggie, Via e Miranda, que mostram como foi o início das aulas sob os respectivos pontos de vista de cada um destes jovens. A intenção é indicar que, embora em proporções distintas, todo mundo tem problemas e precisa lidar com eles ou, como diria a letra de Caetano Veloso, “cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é”. A todo momento, “Wonder” (no original) prega o exercício da empatia e da aceitação do diferente, assuntos muito pertinentes ao tempo de intolerância que estamos vivendo – o lançamento do filme tem um timing bastante propício. Não é a primeira vez que Chbosky se envolve com o tema, já que escreveu o livro, o roteiro e dirigiu “As Vantagens de Ser Invisível”, obra que capta muito bem e respeita os sentimentos da difícil fase de transição que é a adolescência.

Extraordinário2

É quase impossível não se envolver com os personagens mais jovens, principalmente o protagonista inseguro e carismático vivido por Jacob Tremblay, que se tornou conhecido por seu papel no premiado “O Quarto de Jack”. A maquiagem incrível feita no rosto do garoto torna Tremblay irreconhecível, porém não atrapalha em nada a sua intepretação, muito pelo contrário: ele é a alma do filme. Izabela Vidovic (que atuou ainda criança em “Linha de Frente” e fez pequenas participações em séries) como Via, a irmã de Auggie, e Noah Jupe, como o melhor amigo de Auggie Jack Will, também merecem destaque por suas ótimas atuações, que ajudam no envolvimento do público. Com drama e humor na medida certa, “Extraordinário” é aquele feel good movie que faz o espectador ter esperança na humanidade e sair da sessão com um sorriso no rosto. Sua mensagem final sobre valorização da gentileza e olhar além das aparências é algo de que o mundo está realmente precisando.

 

Extraordinário (Wonder)

EUA – 2017. 113 minutos.

Direção: Stephen Chbosky

Com: Jacob Tremblay, Julia Roberts, Owen Wilson, Izabela Vidovic, Danielle Rose Russell e Sonia Braga.

Avaliação Raíssa Rossi

Nota 4