Festival Curta Cinema 2017 anuncia seus vencedores

Confira lista de premiados, incluindo o curta brasileiro selecionado para tentar uma vaga no Oscar 2018

por

09 de novembro de 2017

FESTIVAL CURTA CINEMA ANUNCIA FILMES VENCEDORES QUALIFICADOS PARA CONCORRER AO OSCAR

“A Nova Melancolia” e “In White” foram os grandes premiado da noite

Chega ao fim a 27ª edição do Festival Curta Cinema, que em oito dias exibiu 150 filmes com o melhor da produção mundial da safra 2016-2017. Na cerimônia de encerramento, que aconteceu na noite de ontem (quarta-feira, 8), no Cine Odeon, o diretor geral do festival, Ailton Franco, anunciou os grandes vencedores da noite, que com o prêmio são qualificados para concorrer a uma vaga no Oscar: “A Nova Melancolia”, filme de Alvaro Andrade Alves e Marcus Curvelo (BA/MG), e o curta libanês “In White”, de Dania Bdeir, que receberam o Grande Prêmio Nacional 2017 e Grande Prêmio Curta Cinema. 

xA-Nova-Melancolia.jpg.pagespeed.ic.Kazw2OA-aB
Além dos grandes vencedores, foram anunciados os premiados das demais categorias do festival, que teve patrocínio da Globo Filmes, da Secretaria de Cultura do Estado, da Riofilme e apoio institucional da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro.

Na competição nacional, “Boca de Fogo”, de Luciano Pérez Fernandez, ficou com o Prêmio Especial do Júri e na competição internacional o eleito desta categoria foi“Meyrem”, de Reber Dosky, da Holanda.

“O Vestido de Myriam”, de Lucas Rossi, ganhou como Melhor Direção nacional e“Heyvan”, curta iraniano de Bahram Ark, recebeu o pêmio de Melhor Direção internacional. “Deus”, de Vinícius Silva, foi consagrado com o Prêmio Canal Brasil de Curtas.

Os eleitos pelo público nas categorias Panorama Carioca e Panorama Latino-Americano foram “Tia Ciata” e “Valentina”“Pria” foi escolhido como Melhor Curta Internacional e“Deus”, levou o prêmio de Melhor Curta Nacional pelo júri popular.

Além dos prêmios oficiais, foram condecorados, também, os destaques das atividades paralelas do Curta Cinema. No Laboratório de Projetos de Curta-Metragem, foram reconhecidos como Melhor Projeto Nacional, “Quero Me Guardar Em Seu Peito”, de Pedro Jorge e como Melhores Projeto Rio de Janeiro, os filmes “Briga de Irmãos”, de Victor Ozanam Simões e “Essa Noite Seremos Felizes”, de Diego dos Anjos e Daniel Fraiha.

Confira abaixo a lista completa dos premiados.

COMPETIÇÃO NACIONAL
Júri composto por Eileen Hofer, Sabrina Fidalgo e Stephen Bocskay

GRANDE PRÊMIO NACIONAL 2017
“A Nova Melancolia”, de Alvaro Andrade Alves e Marcus Curvelo. BA/MG – Brasil

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI
“Boca de Fogo”, de Luciano Pérez Fernandez. Rio de Janeiro, Brasil

MELHOR DIREÇÃO
“O Vestido de Myriam”, de Lucas Rossi

MENÇÃO HONROSA #1
“Deus”, de Vinícius Silva , de SP

MENÇÃO HONROSA #2
“Waapa”, de David Reeks e Renata Meirelles

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL
Júri composto por Ivana Bentes, Samantha Brasil e Antoine Guerreiro do Divino Amor

GRANDE PRÊMIO CURTA CINEMA 2017
“In White”, de Dania Bdeir – Líbano, 2017

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI
“Meryem”, de Reber Dosky – Holanda, 2017

PRÊMIO MELHOR DIREÇÃO
“Heyvan”, de Bahram Ark – Irã, 2017

MENÇÃO HONROSA
“Verde”, de Alonso, de Ruizpalacios – Mexico, 2016

PREMIAÇÃO DAS ATIVIDADES PARALELAS

Laboratório de Projetos de Curta-Metragem
Consultores: Anna Azevedo, Eduardo Ades e Elaine Soares Azevedo

Melhor Projeto Nacional
“Quero Me Guardar Em Meu peito”, de Pedro Jorge

Melhores Projetos Rio de Janeiro – EX AEQUO
“Briga de Irmãos”, de Victor Ozanam Simões

“Essa Noite Seremos Felizes”, de Diego dos Anjos e Daniel Fraiha

PRÊMIO CANAL BRASIL
Júri composto por Francisco Russo, Roni Filgueiras, Lully e Ricardo Schott

“Deus”, de Vinícius Silva.

PRÊMIO DA CRÍTICA DA ASSOCIAÇÃO DE CRÍTICOS DE CINEMA DO RIO DE JANEIRO
Júri composto por Nelson Hoineff, Filippo Pitanga e Francisco Carbone

MENÇÃO HONROSA
Pela qualidade de filmes em Competição , o Júri da Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro decidiu outorgar duas menções honrosas:

A primeira, pela crueza em retratar a situação da mulher silenciada na sociedade

“Tentei”, de Laís Melo

E a segunda, por lançar um novo olhar sobre o encontro de gerações

“Ao Final da Conversa, Eles se Despedem Com Um Abraço”

Por abordar em paralelo questões de gênero e de diferenças sociais com uma linguagem ousada e madura, o Prêmio da Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro vai para

“O Porteiro do Dia”, de Fábio Leal

PRÊMIO DE PÚBLICO

PANORAMA CARIOCA
“Tia Ciata”, de Mariana Campos , Raquel Beatriz

PANORAMA LATINO-AMERICANO
“Valentina”, de Diego Quindere de Carvalho e Estevão Meneguzzo.

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL
“Pria”, de Yudho Aditya

COMPETIÇÃO NACIONAL
“Deus”, Vinícius Silva