Festival do Rio 2016: ‘La Vingança’

Longa é um dos selecionados da Mostra Première Latina.

por

12 de outubro de 2016

A comédia é um dos gêneros mais populares do cinema e, portanto, não poderia ficar de fora do Festival do Rio 2016. E uma das selecionadas para o evento é uma coprodução entre Brasil e Argentina, selecionada para a Mostra Première Latina: “La Vingança” (Idem – 2016), de Fernando Fraiha.

Daniel Furlan e Felipe Rocha em cena.

Daniel Furlan e Felipe Rocha em cena.

O longa conta a história do dublê Caco (Felipe Rocha) que, após receber uma mensagem da namorada, se desconcentra no trabalho e decide tomar uma importante decisão: pedi-la em casamento. Para isso, vai até o trabalho da jovem e a flagra com um chef argentino. Sedento por vingança, seu melhor amigo, Vadão (Daniel Furlan), decide leva-lo em uma viagem de carro até Buenos Aires para que Caco se vingue “ficando” com argentinas.

Seguindo a estrutura clássica de um road-movie americano, a produção conta com um roteiro linear e repleto de diálogos primários, muitos deles com palavras de baixo calão, que evidenciam o pouco conteúdo da trama. No entanto, algumas piadas funcionam bem na tela e arrancam gargalhadas da plateia, especialmente ao abordar a antiga rivalidade entre brasileiros e argentinos.

Show da banda que a dupla protagonista conhece na estrada.

Show da banda que a dupla protagonista conhece na estrada.

Apesar dos problemas que apresentados pelo roteiro no decorrer da trama, “La Vingança” agrada ao explorar com bastante competência a química entre a dupla principal, Rocha e Furlan, muito à vontade entre si e com seus respectivos personagens. Porém, o real destaque aqui é Rocha, que confere doses exatas de humor ao constrangimento do homem traído, numa performance mais sutil que o esperado para uma comédia deste tipo.

Fugindo um pouco do padrão estabelecido por tantas outras comédias nacionais, a maioria delas estrelada por grandes nomes da televisão, “La Vingança” é uma produção despretensiosa que diverte em alguns momentos, mas que funciona melhor para a fatia masculina da plateia.

Avaliação Ana Carolina Garcia

Nota 3