Filmes de terça

Zoe Saldana é 'mulher macho sim, senhor' em 'Colombiana', uma garantia de adrenalina para a tarde

por

04 de novembro de 2014

La colombiana

COLOMBIANA – EM BUSCA DE VINGANÇA

“Colombiana”. De Olivier Megaton (França, 2011)

Prestes a voltar às telas em “Nina”, no papel da musa do jazz Nina Simone, Zoe Saldana já provou sua habilidade de encarnar mulheres brigonas em muitos sucessos de público, a destacar o recente “Guardiões da Galáxia”. Mas aqui, em “Colombiana”, ela é brutalidade só. Na esteira de sua participação nos sucessos do “Star Trek” de J. J. Abrams  e de “Avatar”, de James Cameron, Zoe ensaiou uma carreira como estrela de primeira grandeza – que ainda não emplacou. Ao conferir o carisma da atriz, o francês Luc Besson levantou US$ 40 milhões a partir de sua EuropaCorp para investir um thriller de ação protagonizado pela atriz. O investimento resultou numa bilheteria mundial de US$ 60 milhões, que ficou bem aquém dos interesses de Besson. Apesar disso, é inegável a qualidade visual desta produção, cujo mérito maior é da fotografia de Romain Lacourbas. Dublada em português por Márcia Regina, Zoe vive Cataleya, uma jovem de Bogotá que testemunha o assassinato de seus pais, encomendado por umcapo da droga. Adotada por seu tio Emilio (Cliff Curtis), ela é treinada por este para se tornar uma mercenária. Só que ela cresce disposta a usar os dotes para matar que adquiriu em prol de uma vingança.

MaxPrime, 16h40m

Revolutionary Road

Foi apenas um sonho

“Revolutionary Road”. De Sam Mendes (EUA, 2008)

Apresentados como um casal capaz de arrebatar corações em “Titanic” (1997), Kate Elizabeth Winslet e Leonardo Wilhelm DiCaprio retomaram a parceria de sucesso uma década depois nesta adaptação para as telas do romance “Revolutionary Road”, de Ricard Yeats (1926-1992), que custou US$ 35 milhões e faturou US$ 75 milhões. Mas aqui, ao contrário do que se viu no épico romântico sobre o naufrágio do famoso navio, o amor encarnado pelos personagens dos dois atores é assombrado pelo fracasso. Sob a olhar afiado do diretor Sam Mendes, DiCaprio e Kate dão vida a peleja de Frank e April Wheeler para manter se relacionamento unido nos Estados Unidos dos anos 1950, quando a hipocrisia impera. April é uma atriz que abandonou a carreira e planeja se mudar para a Europa, levando Frank e seus filhos consigo. Mas tentações profissionais no emprego dele farão com que os sonhos de um futuro feliz dos Wheeler entre em ruínas. Prepare o coração.

TNT, 0h40m