A Garota no Trem

por

28 de outubro de 2016

Baseado no best-seller homônimo de Paula Hawkins, “A Garota no Trem” segue os mesmos moldes de “Garota Exemplar” acerca do protagonismo feminino num suspense dramático que questiona a dominação masculina e o papel social da mulher. A trama segue Rachel (Emily Blunt), uma mulher alcoólatra que se encontra desempregada e deprimida por seu divórcio recente, cujo único alento é acompanhar a vida de um jovem casal aparentemente perfeito, que vive numa casa que fica no caminho por onde seu trem passa todos os dias. Certo dia, ela assiste a uma cena chocante e acaba se envolvendo em um mistério repleto de desdobramentos.

Com direção de Tate Taylor (“Histórias Cruzadas”), o longa transita bem entre o drama e o suspense, e apresenta personagens complexos, especialmente no elenco feminino composto pelo trio Rachel, Megan (Haley Bennett, do remake de “Sete Homens e Um Destino”) e Anna (Rebecca Ferguson, de “Florence: Quem é Essa Mulher?”). A adaptação competente da história (que foi transferida da Inglaterra para os EUA), realizada por Erin Cressida Wilson, experiente em dramas femininos (“O Preço da Traição”, “Homens, Mulheres e Filhos”), manteve a divisão entre as diferentes versões das três mulheres para confundir o espectador e prender a sua atenção até o desfecho, que é quando a trama perde parte da força, mas termina com a mensagem de superação que os americanos tanto amam.

“The Girl On The Train” (no original) começa bem, se perde no segundo ato com alguns momentos entediantes e retoma o foco na reviravolta final. Enquanto as personagens femininas são bem construídas e interpretadas – com destaque para a ótima atuação de Emily Blunt, que vem escolhendo papéis mais complexos desde “Sicario: Terra de Ninguém” –, os masculinos ganham interpretações sem brilho de Justin Theroux, Luke Evans e Edgar Ramirez. Ainda que haja problemas no roteiro, na direção e na montagem, o filme levanta importantes questões sobre a culpabilização, a repressão e a violência contra a mulher, além das pressões sobre a maternidade e a sororidade, algo que, felizmente, está ganhando cada vez mais espaço em diversos longas. “A Garota no Trem” pode não ter o mesmo refinamento de “Garota Exemplar” conferido por David Fincher, mas tem contornos mais realistas que a história de Gillian Flynn.

A Garota no Trem (The Girl On The Train)

EUA – 2016. 113 minutos.

Direção: Tate Taylor

Com: Emily Blunt, Rebecca Ferguson, Haley Bennett, Justin Theroux e Luke Evans.


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/almanaquevirtual/www/wp-content/themes/almanaque/single.php on line 52