I Prêmio ID_BR, Sim à Igualdade Racial

Consagrados nomes da cultura nacional como Zezé Motta, Lázaro Ramos, Carlinhos Brown e Emicida concorrem em importantes categorias, em novo Prêmio

por

16 de maio de 2018

Na semana que se completa 130 anos da abolição da escravatura no país, o Instituto Identidades do Brasil promove jantar pela igualdade racial 

A consagrada atriz Zezé Motta concorre ao Prêmio Inspiração.

A consagrada atriz Zezé Motta concorre ao Prêmio Inspiração.

O Instituto Identidades do Brasil (ID_BR) realiza no Hotel Copacabana Palace o III Jantar Beneficente Sim à Igualdade Racial, no dia 17 de maio-https://www.ingressorapido.com.br/event/5807/d/24140/s/99620#!/tickets.

O evento traz a discussão de igualdade de oportunidades no mercado de trabalho com o apoio de empresas que já possuem ações afirmativas em prol da igualdade racial e outras que estão se aproximando do tema, como Bayer, Aegea, Novelis, Sicredi, Paypal, Itaú, Estácio e Thomson Reuters. O evento busca arrecadar fundos para os projetos e ações do ID_BR.

Marcado para acontecer na semana que se completa 130 anos da abolição da escravatura no Brasil, o jantar para 250 pessoas terá o cardápio assinado pelos chefs Henrique Fogaça David Mansaud. Alguns dos anfitriões da noite são Rachel Maia (Membro do Conselho Sócio & Econômico junto a Presidência da República); Theo Van Der Loo (CEO da Bayer); Josélio Raymundo (Diretor Executivo Aegea); Theunis Marinho (Presidente da ABRH-SP); Tadeu Nardocci (Presidente da Novelis); Carla Decotelli (Diretora Johnson & Johnson); Regina Casé (apresentadora); Ricardo Siqueira (Diretor de sustentabilidade FDC); Glória Maria (jornalista e apresentadora); Bruno Gagliasso (ator); Cátia Tokoro (VP de Negócios B2B Oi); Oscar Decotelli (CEO DXA Investments); Marcelo Munerato (CEO AON); Adréa Carvalho (Diretora Papel Semente).

Teremos a presença de Cris Vianna (atriz), Preta Gil (cantora), Giovana Ewbank (apresentadora), Luis Miranda (ator), Vovô do Ilê (fundador Ilê Ayê), Ricardo Siqueira Campos (Diretor Executivo Fundação Dom Cabral), Conceição Evaristo (escritora), Liniker (cantora), Frei Davi (Educafro), Rayza Nicácio (Influencer),Titica (Rainha do Kuduro na Angola), Monalysa Alcântara (Miss Brasil 2017), Flávia Oliveira (jornalista GNews), Danilo Ferreira (ator), Cajé (Diretor Machado Meyer), Elisio Lopes (Diretor TV Globo) Pedro Vergueiro (Gerente de Projetos na HSM Educação Corporativa), Filó (Criador Cultne), Silvia Nascimento (Diretora site Mundo Negro), Luciana Barreto (Jornalista), Joca Guanaes (Diretor DM9DDB) e outros executivos e celebridades.

O evento conta com uma homenagem para a ativista americana Ruby Bridges, conhecida por ser a primeira criança negra a estudar em uma escola de brancos nos Estados Unidos. A cantora Iza preparou um pocket show especial para o jantar. Um dos momentos mais esperados é o Prêmio Sim à Igualdade Racial, para empresas, iniciativas e personalidades que se destacaram nos setores Educação, Empregabilidade e Cultura durante 2017. O troféu I Prêmio ID_BR, Sim à Igualdade Racial é a reprodução da imagem  Mad World, obra de Vik Muniz, gentilmente cedida para representar o Prêmio, que será reproduzida a partir do seu tamanho original (25X20cm). Da série “Imagens de Revista”, de 2015, o artista plástico retrata o globo terrestre a partir de grandes acontecimentos que se transformaram em notícias pelo mundo.

A Diretora Executiva do instituto, Luana Génot, acredita que a raça pode ser um fator de exclusão nas empresas. “A experiência de ser negro ainda representa um passo atrás diante das oportunidades no mercado de trabalho.  Buscamos mudar essa condição e sensibilizar empresada com o tema”, declara Luana Génot.

SOBRE A PREMIAÇÃO

O Prêmio Sim à Igualdade Racial busca valorizar e reconhecer os principais nomes e iniciativas que atuam em prol da Igualdade Racial, uma causa de todos nós. No ano em que completamos 130 anos do pós abolição da escravatura é imprescindível homenagear os homens e mulheres que são exemplos de engajamento, comprometimento e influência nesta causa.  Os apresentadores da edição de 2018 são

Regina Casé (Apresentadora de TV), Glória Maria (Jornalista e Apresentadora de TV) e Luis Miranda (Ator). A premiação conta com 12 categorias são elas Intelectualidade Negra; Projetos de Impacto; Inspiração; Educação e Oportunidades; Representatividade em Novos Formatos; Raça em Pauta; Música; Produção Cultural; Comprometimento Racial; Lideranças Negras; Liderança e Influência; e GPTW – Great Place to Work.

Prêmio Sim à Igualdade Racial 

Pilar Educação:

Conselho Julgador: João Souza (Diretor Executivo Fa.Vela), Regina Casé (Apresentadora), Pedro Vergueiro (Gerente de Projetos na HSM Educação Corporativa), Cátia Tokoro (VP de Negócios B2B Oi) e Ricardo Siqueira Campos (Diretor Executivo Fundação Dom Cabral)

Categoria Intelectualidade Negra

  • Ana Maria Gonçalves
  • Conceição Evaristo
  • Djamila Ribeiro

Ana Maria Golçalves trabalhou como publicitária em São Paulo, mas trocou de profissão para morar em Itaparica e escrever seu primeiro livro. Mais tarde, fixou residência em Nova Orleans, nos EUA. Seu segundo romance, Um defeito de cor, conquistou o Prêmio Casa de las Américas na categoria literatura brasileira. A obra, inspirada na vida de Luísa Mahin, conta a trajetória de uma menina nascida no Reino do Daomé e capturada como escrava aos 8 anos de idade, até a sua volta à terra natal como mulher livre.

Conceição Evaristo Conceição nasceu numa favela da zona sul de Belo Horizonte, vem de uma famíliade origem humilde, com nove irmãos e sua mãe, e teve que conciliar os estudos trabalhando como empregada doméstica, até concluir o curso normal, em 1971. Fez Letras na UFRJ, mestrado em Literatura Brasileira na PUC-Rio, e doutorado em Literatura Comparada na UFF. Suas obras abordam temas como a discriminação racial, de gênero e de classe.

Djamila Ribeiro é uma filósofa brasileira, pesquisadora e mestre em Filosofia Política pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Tornou-se conhecida no país pelo ativismo em causas sociais. É colunista da Carta Capital, Blogueiras Negras e Revista Azmina. Em maio de 2016, foi nomeada secretária-adjunta de Direitos Humanos e Cidadania da cidade de São Paulo durante a gestão do prefeito Fernando Haddad.

Categoria Projeto de Impacto

  • Educafro
  • Gerando Falcões
  • Instituto Reação

Educafro Liderada por Frei Davi a Educafro reúne pessoas voluntárias, solidárias e beneficiárias que lutam pela inclusão de negros e pobres nas universidades públicas e privadas com bolsa de estudos.

Gerando Falcões localizado em Poá, cidade da Grande São Paulo, nasceu com o intuito de mudar a realidade social das periferias. A iniciativa de Eduardo Lyra conseguiu implantar sete projetos socioeducativos, que atingem mais de 100 mil jovens por ano.

Instituto Reação criado pelo medalhista olímpico Flávio Canto, seu técnico Geraldo Bernardes e amigos o Instituto Reação é uma organização não governamental que promove o desenvolvimento humano e a inclusão social por meio do esporte e da educação, fomentando o judô desde a iniciação esportiva até o alto rendimento. Mais de mil e trezentas crianças, adolescentes e jovens são beneficiados na periferia do Rio de Janeiro.

Categoria Inspiração

  • Joana D’Arc Félix de Souza
  • Joaquim Barbosa
  • Zezé Motta

Joana D’Arc Félix de Souza nasceu em Franca, cidade do estado de São Paulo e é filha de uma costureira e um profissional de curtume, é química, professora e cientista brasileira reconhecida internacionalmente. Atua em pesquisas envolvendo reaproveitamento e aplicação de couro e pele suína.

Joaquim Barbosa é um jurista e ex-magistrado brasileiro. Foi ministro e presidente do Supremo Tribunal Federal. Formado em Direito pela Universidade de Brasília, especializou-se em Direito e Estado. É mestre e doutor em Direito Público pela Universidade de Paris.  Em 2013, foi eleito pela Revista Time como uma das cem pessoas mais influentes do mundo.

Zezé Motta é considerada uma das atrizes mais importantes da Teledramaturgia Brasileira, Zezé Motta começou a carreira de atriz em 1967, estrelando a peça Roda-viva, de Chico Buarque, participou do filme Orfeu e um dos trabalhos mais marcantes foi a novela Xica da Silva.

Categoria Educação e Oportunidades

  • CIEP 175 – José Lins do Rego
  • Escola Eleva
  • Ismart

CIEP 175 José Lins do Rego localizado em São João de Meriti, na Baixada Fluminense do Rio, é uma escola estadual de referência em práticas pedagógicas que atendem a Lei 10.639 de ensino de história e cultura afro-brasileira para os 2 mil alunos. Além de trabalharem a literatura africana em sala, desenvolvem atividades como escola de samba, Circo “Se Essa Rua Fosse Minha”,  concurso de beleza negra e oficina de cinema.

Ismart – Instituto Social para Motivar, Apoiar e Reconhecer Talentos é uma entidade privada, sem fins lucrativos, que identifica jovens talentos de baixa renda e concede bolsas em escolas particulares de excelência e o acesso a programas de desenvolvimento e orientação profissional.

Eleva faz parte de uma rede de escolas de alta qualidade acadêmica em vários Estados do Brasil, com uma plataforma pedagógica de impacto. Hoje, o sistema reúne um total de 52 mil alunos e 4.500 colaboradores . Atualmente, a Escola Eleva do Rio de Janeiro iniciou um programa de bolsas de estudos integrais para crianças negras.

Pilar Cultura:

Conselho julgador:

Joca Guanaes (Diretor DM9DDB), Cris Vianna (Atriz), Preta Gil (cantora), Asfilofio de Oliveira Filho Filó (criador do Cultne e produtor cultural), Danilo Ferreira (Ator) e Silvia Martins (Diretora do site Mundo Negro).

Categoria Representatividade em Novos Formatos 

  • Hugo Gloss
  • Nátaly Neri
  • Rayza Nicácio

Hugo Gloss é formado em jornalismo e pedagogia, com mestrado em relações públicas. Ele ficou conhecido em 2010 no Twitter e se tornou um dos blogueiros mais influentes do Brasil. Em 2016, Hugo Gloss virou apresentador de TV, na MTV. Atualmente, faz coberturas de grandes eventos como Oscar e Billboard Music Awards.

Nátaly Neri é Youtuber e dona do canal Afros e afins, estudante de Ciências Sociais e tem interesses especial em moda e beleza. Com um ano de canal Nátaly foi reconhecida pelo Youtube como uma digital influencer, gravou um vídeo com Jout Jout e foi uma das convidadas da GNT para um painel no evento Teia, que discute questões como coletividade e empatia.

Rayza Nicácio é Youtuber, estudante de comunicação social, nasceu com seus cabelos cacheados, mas por muitos anos alisava os fios. Somente em 2009 experimentou a liberdade dos cabelos naturais, sendo hoje uma defensora da sua identidade original, assunto principal no seu canal do Youtube e no instragram que reúnem milhões de seguidores.

Categoria Raça em Pauta 

  • Elísio Lopes
  • Fátima Bernardes
  • Luciana Barreto

Elísio Lopes é diretor, produtor cultural, dramaturgo e roteirista de cinema e TV. Diretor artístico de estrelas da música como Ivete Sangalo e Saulo, dramaturgo com mais de 20 peças teatrais encenadas em todo o país e roteirista de curtas-metragens e programas para a TV, sem falar na direção de espetáculos teatrais e grandes celebrações como a Noite da Beleza Negra do Ilê Aiyê e Pérolas Mistas, Elísio Lopes Jr é um dos mais respeitados e multifacetados artistas da atualidade, atualmente dirige o programa Lázinho com Você.

Fátima Bernardes é jornalista e apresentadora de televisão brasileira. Entrou na Rede Globo em 1987 como repórter, apresentou o Jornal da Globo, Fantástico, Jornal Hoje e Jornal Nacional, onde ficou de 1998 a 2011. Desde 2012, passou a ter um programa próprio durante as manhãs na Rede Globo chamado Encontro com Fátima Bernardes que traz para discussão muitas questões raciais.

Luciana Barreto é âncora e editora-executiva do Repórter Brasil Tarde, que vai ao ar  na TV Brasil. Tem ampla experiência em televisão, se destacando pela facilidade com que realiza coberturas especiais ao vivo. Formada pela PUC-Rio, começou a carreira aos 23 anos como repórter e apresentadora. Luciana também é conhecida por sempre produzir pautas raciais em seu jornal.

Categoria Música 

  • Emicida
  • Karol Conka
  • Liniker

Emicida é rapper, cantor e compositor considerado uma das maiores revelações do hip hop do Brasil da década de 2000. O nome “Emicida” é uma fusão das palavras “MC” e “homicida”, por causa de suas constantes vitórias nas batalhas de improvisação.

Karol Conka é rapper, cantora e compositora, além de atriz, produtora, modelo e apresentadora. É conhecida por suas canções que exaltam a força da mulher na sociedade.

Liniker é vocalista da banda Liniker e os Caramelows. Também compõe e canta músicas de gênero soul e black music. Ficou conhecida mundialmente com a música Zero que estourou em 2015.

Categoria Produção cultural 

  • Carlinhos Brown
  • Lázaro Ramos
  • Vovô do Ilê

Carlinhos Brown é cantor, percussionista, compositor, arranjador, produtor, artista plástico, agitador cultural e candomblecista brasileiro. Atualmente tem participação ativa em programas televisivos (The Voice Brasil e The Voice Kids), levando a temática religiosa africana para os palcos.

Lázaro Ramos é ator, apresentador, cineasta e escritor de literatura infantil brasileiro. O ator foi indicado ao Emmy (2007) de melhor ator por sua interpretação na novela Cobras & Lagartos, como Foguinho. Recentemente, Lazaro dirigiu a peça O jornal e O topo da montanha e está a frente dos Programas Lazinho com você e Espelho.

Antônio Carlos dos Santos, conhecido como Vovô do Ilê, é fundador e presidente do primeiro bloco afro da Bahia, o Ilê Aiyê. Ao fundar o Ilê Aiyê, em 1º de novembro de 1974, Vovô e Apolônio de Jesus, tinham como principal preocupação preservar e promover as tradições culturais africanas e afro-brasileiras existentes na Bahia, bem como denunciar e combater o preconceito étnico-racial. Desde a criação do bloco, dedica-se exclusivamente a sua administração.

Pilar Empregabilidade: 

Conselho julgador: Marc Tawil (Empresário, Top Voice LinkedIn), Oscar Decotelli (CEO DXA Investments), Maria Gal (Atriz), Theunis Marinho (Presidente da ABRH-SP), Flávia Oliveira (Jornalista GNews), Carla Decotelli (Diretora Johnson & Johnson).

Categoria Comprometimento Racial 

  • Respeito da o Tom (Programa da Aegea)
  • Equidade Thompson 20/20 (Programa da agência JWT)
  • Igual (Novelis)

Respeito dá o tom é o programa de igualdade racial que o grupo Aegea lançou

oficialmente em 2017. Um dos objetivo é promover a equidade nas oportunidades de acesso à empresa e de crescimento profissional dos colaboradores que se autodeclaram negros. Dessa mesma forma, o programa visa que o ambiente de trabalho, as atividades cotidianas e os projetos da empresa estejam livres de racismo, preconceitos, discriminações, atitudes que comprometem a postura de respeito, tolerância e cordialidade que a empresa deseja.

Equidade Thompson 20/20 é programa de equidade racial da agencia de publicidade JWT. Em 2020, a meta é preencher no mínimo 20% das funções estratégicas da agência (das áreas de criação, planejamento, atendimento e mídia) com pessoas negras.

Igual é o programa de diversidade do grupo  Novelis que tem como objetivo fomentar um ambiente mais inclusivo nas unidades da Novelis na América do Sul, valorizando as competências e habilidades de cada profissional independente de gênero, raça, idade, religião e orientação sexual. O programa foi desenvolvido a fim de engajar, recrutar, reter funcionários e multiplicar a conscientização sobre o tema.

Categoria Liderança Negra

  • Josélio Raymundo (Diretor executivo Aegea)
  • Konrad Cunha Dantas (CEO KondZilla)
  • Rachel Maia (empresária)

Josélio Alves Raymundo atualmente é Diretor Executivo na Holding de saneamento Aegea, presente em vários estados brasileiros, e gestor do programa de diversidade e igualdade racial Respeito Dá o Tom. Ele graduou-se em engenharia civil pela Universidade Federal de Viçosa  (UFV-MG) e tem pós-graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental (UFRJ). Começou a carreira profissional como Trainee Técnico Operacional em uma empresa de saneamento. Em 2007,  iniciou suas atividades na Águas Guariroba como gestor de operações. Em 2012 assumiu a diretoria executiva da concessionária Águas do Mirante. Em 2015, se tornou Diretor Executivo da Águas Guariroba, cargo que ocupou até setembro de 2017, quando passou a responder pela diretoria operacional da Regional centro-oeste da Aegea Saneamento.

Konrad Cunha Dantas mais conhecido como KondZilla é um roteirista e diretor brasileiro de 29 anos com destaque no mercado audiovisual. Atualmente ele tem o maior canal de música brasileira do YouTube e é proprietário da produtora de videoclipes e gravadora Kondzilla Records, sendo um dos principais responsáveis pelo sucesso do funk paulista. KondZilla produziu mais de 570 videoclipese seu canal no YouTube possui mais de 29 milhões de inscrições e 14 bilhões de exibições. Tropkillaz, Karol Conka, Hungria Hip-Hop e Racionais MC’s. k MC Guimê, MC Kevinho, DJ Marlboro, MC G15, MC Tati Zaqui, MC Boy do Charmes, MC Bola, Pikeno & Menor, MC Livinho Charlie Brown Jr.

Rachel Maia é uma empresária brasileira que recentemente ocupou o cargo de CEO da joalheria Pandora no Brasil. Ela graduou-se em Ciências Contábeis pela Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), fez algumas especializações na Universidade de Harvard e concluído uma pós-graduação em Finanças pela Universidade de São Paulo (USP). Passou pela empresa Seven Eleven, Novartis, Tiffany & Co, atualmente é conselheira do Consulado da Dinamarca, Colunista da Forbes Brasil, Membro Conselho Socio & Econômico junto a Presidência da República.

Categoria Liderança e Influência 

  • Cajé (Diretor Machado Meyer)
  • Theo van der Loo (CEO Bayer)
  • Hamilton Amadeo (CEO Aegea)

Carlos José Santos da Silva mais conhecido como Cajé é atualmente sócio-diretor da Machado Meyer um dos maiores escritórios de advocacia do Brasil, é especialista em auditoria jurídica, projetos de desestatização, compra, venda, fusões e incorporações de empresas. Cajé é presidente do Centro de Estudos das Sociedades de Advogados (CESA) que lançou recentemente em parcerias com outras instituições o projeto Incluir Direito com cursos de postura profissional, línguas e produção de textos para jovens negros.

Hamilton Amadeo é atualmente CEO da Aegea Saneamentos e recebeu o prêmio “Executivo de Valor” pelo terceiro ano consecutivo. Graduado em engenharia civil pela Escola de Engenharia de Lins, a Aegea sob sua gestão atingiu o número de 48 concessões no Brasil e recentemente criou Comitês, formado por funcionários independente de sua raca, gênero ou etnia, para tratar de Diversidade e Promoção da Igualdade Racial em todas as concessionária.

Theo Van der Loo é atualmente CEO da Bayer com mais de 35 anos de experiência em gestão e marketing farmacêutico no Brasil. Em 2015 a Bayer, sob sua gestão, recebeu da Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial (SMPIR) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) o 1º Prêmio São Paulo Diverso por ter um comitê de diversidade que promove debates e ações nas questões: LGBT, raça e gênero. Théo tem influenciado outros executivos ao participar com frequência de eventos sobre diversidade para dividir sua experiência com outros empresários.

Categoria GPTW Melhores práticas culturais – Étnico-Racial

  • ThoughtWorks
  • Monsanto
  • Novelis

*Esta é uma categoria criada em parceria com a GPTW  (Great Place to Work) que incluiu perguntas étnico-raciais em seu questionário de ranking

de melhores empresas para trabalhar. Essas são as as empresas mais engajadas com as causas raciais segundo a última pesquisa.

SOBRE O ID_BR

O Instituto Identidades do Brasil (ID_BR) é uma organização sem fins lucrativos 100% comprometida os direitos humanos com foco na promoção da igualdade racial no mercado de trabalho. Com a campanha Sim à Igualdade Racial, o instituto busca conscientizar e engajar empresas e a sociedade civil para diminuição das desigualdades de oportunidades e ainda mantém um programa de bolsas de inglês, MBA e especialização no Rio e em São Paulo para jovens negros e periféricos em parceria com a Fundação Dom Cabral, Cellep e Britannia.

O ID_BR está dividido em três pilares:

Empregabilidade:

Visando ampliar a conexão e empregabilidade entre empresas, profissionais, comunidades negras e periféricas, atuamos no planejamento e desenvolvimento de ações contínuas para a mudança de culturas e práticas corporativas que são chanceladas com o nosso selo.

Educação:

Acreditamos que a criação de oportunidades educacionais de qualidade representa um dos fatores-chave para promoção da igualdade racial. Por isso, gerenciamos programas de educação que conectam instituições privadas que ofereçam bolsas de estudos e integrantes de projetos sociais, escolas públicas, coletivos, ONGs e universidades.

Eventos:

O ID_BR realiza palestras, dinâmicas e reuniões de planejamento com equipes corporativas para engajá-las com a temática racial, e auxilia na comunicação de ações para a cadeia de valor realizando Fórum, Jantar, Corrida, Jogo do Privilégio Branco, Igualdade Racial: Uma causa de todos, Doe com PayPal, Recorrente, Licenciamento.

HISTÓRIA

Com o objetivo de reunir pessoas falando sobre suas identidades, em 2013, Luana Génot organiza a mostra ID_BR Cara: Pele: Jeito, na PUC-Rio, onde pessoas gravavam vídeos falando sobre suas peles e a influência dela em suas vidas. Em 2014 Luana participa da Conferência Mundial da Juventude da ONU, no Sri Lanka, e volta inspirada para criar um modelo de negócio que estimule a diversidade étnico-racial no mundo corporativo. Durante o mestrado em Relações étnico-raciais ela cria o conceito da campanha Sim à Igualdade Racial e em 2015 acontece a corrida Sim à Igualdade Racial no Rio de Janeiro. 2016 foi o ano que o Instituto Identidades do Brasil é criado oficialmente e realiza o Jantar, o Fórum e lança o programa de educação. Hoje o ID_BR é um dos principais fomentadores do Brasil na promoção da igualdade racial no mundo corporativo e desenvolve programas e ações voltadas para a igualdade racial.

A Diretora Executiva do instituto, Luana Génot, acredita que a raça pode ser um fator de exclusão nas empresas. “A experiência de ser negro ainda representa um passo atrás diante das oportunidades no mercado de trabalho.  Buscamos mudar essa condição e sensibilizar empresas com o tema”, declara Luana Génot.

O ID_BR é uma organização sem fins lucrativos com foco na promoção da igualdade racial no mercado de trabalho e 100% comprometida com a promoção dos direitos humanos. Com a campanha Sim à Igualdade Racial, o instituto busca conscientizar e engajar empresas e a sociedade civil para diminuição das desigualdades de oportunidades e ainda mantém um programa de bolsas de inglês no Rio e em São Paulo para jovens negros e periféricos.