‘Jack Reacher: Sem Retorno’

Produzido e protagonizado por Tom Cruise, longa é uma das estreias desta quinta-feira, dia 24.

por

23 de novembro de 2016

Protagonista de uma série literária best-seller que já vendeu mais de 100 milhões de exemplares em todo o mundo, Jack Reacher invadiu as telas pela primeira vez há quatro anos com “Jack Reacher: O Último Tiro” (Jack Reacher – 2012), vivido por um dos maiores astros do cinema americano, Tom Cruise. O sucesso do longa possibilitou a produção de sua sequência, “Jack Reacher: Sem Retorno” (Jack Reacher: Never Go Back – 2016), uma das principais estreias desta quinta-feira, dia 24, nos cinemas brasileiros.

Neste longa, Tom Cruise assume as funções de produtor e protagonista (Foto: Divulgação).

Neste longa, Tom Cruise assume as funções de produtor e protagonista (Foto: Divulgação).

Inspirado no livro homônimo de autoria de Lee Child, o longa mostra Reacher voltando à base militar que servira anos antes para encontrar a Comandante Susan Turner (Cobie Smulders), sem saber que ela havia sido presa sob a acusação de espionagem. Certo da inocência de Turner, Reacher decide ajuda-la e se envolve numa trama arriscada para desmantelar uma organização composta por oficiais do Exército Americano, inclusive na ativa. Em meio a isso, precisa proteger uma adolescente que pode ser sua filha.

Ao contrário do primeiro longa, “Jack Reacher: Sem Retorno” apresenta o lado mais humano do personagem, não apenas ao indicar sutilmente o seu interesse por Turner, mas principalmente por mostra-lo tocado pela suposta paternidade, que o obriga a pensar nas consequências de seus atos sobre uma garota problemática. Apesar disso, a técnica, frieza e violência características do ex-major, um dos mais condecorados do Exército Americano, temido e admirado por muitos oficiais, na mesma proporção, permanecem intactas.

Mais uma vez, Tom Cruise explora com precisão as características do personagem, esbanjando seu já conhecido carisma ao passear com muita perspicácia entre o drama e a espionagem, demonstrando habilidade de sobra em sequências de ação esmeradas, que apostam mais na pancadaria do que em cenas mirabolantes que abusam de efeitos visuais.

Cobie Smulders e Patrick Heusinger em cena (Foto: Divulgação).

Cobie Smulders e Patrick Heusinger em cena (Foto: Divulgação).

Um dos méritos desta sequência é permitir que a plateia aprecie um cinema em que a ação não se sobrepõe à trama propriamente dita. E isto se deve ao roteiro de estruturas sólidas capaz de manter o ritmo ágil da narrativa e prender a atenção do espectador, mesmo que um pouquinho previsível em alguns momentos. Com doses exatas de humor refinado, esta produção deixa a desejar somente na construção de seu vilão, um homem obstinado, sim, mas sem nenhuma justificativa plausível para seus atos.

Dirigido por Edward Zwick, em seu segundo trabalho com Cruise – o anterior foi “O Último Samurai” (The Last Samurai – 2003) –, “Jack Reacher: Sem Retorno” cumpre o seu objetivo e concede à plateia um filme interessante e, ao mesmo tempo, divertido, que em muito nos remete aos longas de ação produzidos nos anos de 1980 e 1990.


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/almanaquevirtual/www/wp-content/themes/almanaque/single.php on line 52