A Jornada Fantástica de George Takei

por

07 de outubro de 2014

O documentário é sobre o ator norte-americano com raízes japonesas chamado George Takei, que foi reconhecido por fazer a série de televisão “Star Trek”, criada por Gene Roddenberry em 1966, como “Capitão Sulu”. Esse seu primeiro grande trabalho foi de ficção científica, que fala das aventuras do Capitão Kirk e sua equipe na nave pela galáxia, defendendo a Federação Unida dos Planetas.

GEORGEsquireofgothoshd137

Dirigido por Jennifer M. Kroot, a trama conta a história de Takei desde sua primeira experiência como ator, e que é contado por ele e seu parceiro, junto com entrevistas de outros colegas de cena e figuras públicas que interagem com ele. Ele aborda a II Guerra Mundial, que acabou confinando sua família em uma espécie de campo de concentração, e que marcou muito a sua personalidade e carreira. Além disso, fala do tabu que rodeou Takei durante anos, sobre a sua possível homossexualidade, que era questionada por seu personagem de “Star Trek” ter um companheirismo suspeito com outro integrante da equipe espacial, não explícito no roteiro. Foi escondido durante muitos anos esse seu segredo, para que não comprometesse seu trabalho, considerando que na sua época esse era um assunto mais polêmico e devastador do que os dias de hoje. Essa preocupação se mesclava com a sua descendência nipônica, que o fazia alvo de preconceitos e o colocava naturalmente na televisão em papéis estereotipados, e consequentemente medíocres. Porém, era necessário participar de qualquer emprego que representasse seu povo, porque era uma referência para os japoneses, em uma programação televisiva que só existiam figuras americanas. Essa tentativa de inclusão também aconteceu por uma homenagem aos pais, que ganharam uma oportunidade de sair da clausura, desde que jurassem aliança a bandeira dos estados unidos, traindo o imperador de seu país natal. A reação foi a de não prometer e nem assinar nenhum documento para tal, e como Takei mesmo fala, seus pais disseram que poderiam perder tudo: a casa, as roupas, os pertences, menos a dignidade, isso jamais tirariam deles, fazendo com que fossem transferidos para outro campo, até o final do conflito bélico. A sua presença em eventos de quadrinhos, que se deve pela interpretação de “Capitão Sulu” também é mostrada, que se junta a cenas como a libertação das cinzas da mãe de seu parceiro nas montanhas, fotos com a sua mãe tomada pelo Mal de Alzheimer, entre outras intimidades de sua vida pessoal.

1390406279752.cached

A produção começa com Takei e seu parceiro conversando, e estão tão presentes e conscientes de estarem sendo gravados, que parecem estar se dirigindo. Eventos atuais presenciados por ele contrastam com fotos antigas de sua família em preto e branco, dele atuando em filmes além de “Star Trek”, a fase de sua vida em que ficou por volta de 10 anos afastado da TV para se envolver na política, e o registro do casamento entre ele e seu parceiro em São Francisco, depois que foi aceita a lei que dá direito ao matrimônio entre pessoas do mesmo sexo. A trilha sonora é feita de músicas que presentes em tudo que esteve envolvido, os cortes de uma cena para outra são feitos de forma que não fique tedioso, o que compõe um roteiro que deixe o espectador curioso sobre a continuação da história, como se fosse um filme. Essa é uma das qualidades que não existe em todo documentário, e que Jennifer Kroot conseguiu desenrolar com facilidade, e nada parece ser difícil ou que não seja prazeroso ao lado de George Takei, uma figura extremamente cativante. A sensação é a de que se fica cada vez mais íntimo do ator, como se estivesse em uma conversa com ele (mesmo esteticamente não sendo assim), e para quem não conhece sua fama, seu prestígio, e pensar que o título é exacerbado, está profundamente enganado. Nada mais aventuroso e fantástico do que a jornada desse ator em sua própria vida.

Festival do Rio 2014 – Mostra Midnight Docs

Título: “A Jornada Fantástica de George Takei” (“To Be Takei”)

Estados Unidos, 2014 – 91m

Direção: Jennifer M. Kroot

Elenco: George Takei, Brad Takei, William Shatner, Leonard Nimoy, Nichelle Nichols, Howard Stern e Dan Savage


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/almanaquevirtual/www/wp-content/themes/almanaque/single.php on line 52