Kóblic

Nova parceria entre o famoso ator argentino Ricardo Darin e o diretor Sebastian Borensztein – que já haviam trabalhados juntos em Um conto chinês

por

14 de outubro de 2016

Nesse novo filme da parceria entre o famoso ator argentino Ricardo Darin e o diretor Sebastian Borensztein – que já haviam trabalhados juntos em Um conto chinês – somos apresentados a uma espécie de faroeste argentino moderno.

estrenos

A história se passa em 1977, na Argentina em seus primeiros dias sob o regime ditatorial. Tomás Kóblic (Ricardo Darin) é um piloto da Marinha que foge para uma pequena cidade no interior do país, acabando por envolver-se em problemas com as autoridades locais.

Em nossa comparação com o faroeste, Kóblic chega na cidade como o forasteiro misterioso e vai, aos poucos, compreendendo a dinâmica de poder daquela pequena sociedade. O filme apresenta elementos que podem ser interpretados como alegorias do próprio Kóblic e de seus conflitos.

Um exemplo disso é o primeiro encontro de Kóblic com o delegado da cidade – personagem que representa todo o oposto do protagonista, seja em conduta moral, seja em sua posição na cidade. Esse primeiro encontro se dá em um quase-acidente fatal, no qual Kóblic dirige um avião com problema no motor. O avião defeituoso representa a condição do Kóblic em si. E, apesar do delegado ajudá-lo nesse momento do filme, a iminente colisão frontal do acidente representa a relação dos personagens ao longo de todo o filme.

Outro exemplo de possível simbolismo do filme é no uso dos cães. Assim que chega na cidade, Kóblic encontra um cão ferido, que ele imediatamente adota. O cão pode ser uma alegoria do próprio personagem, já que o animal vai recuperando a sua saúde a medida que o piloto melhora seu estado psicológico.

Com um protagonista de poucas palavras e um diretor que opta por se comunicar mais com as imagens e com o subtexto que com as linhas de diálogo, Kóblic mostra que o faroeste ainda pode ser atual.  Tanto em sua liguagem, quanto em sua mensagem.

Festival do Rio 2016 – Première Latina

KÓBLIC (Kóblic)

Argentina/ Espanha, 2016. 96 min.

De  Sebastian Borensztein

Com  Ricardo Darin, Oscar Martinez, Inma Cuesta

Avaliação Gabriel Gaspar

Nota 4