Leandra Leal conquista o Prêmio Fênix 2014

O filme brasileiro Tatuagem também foi premiado em dia de festa para La Jaula de Oro, do México.

por

03 de novembro de 2014

Fenix, Premio Iberoamericano de Cine, Teatro de la CiudadAconteceu na última quinta-feira a entrega do Fênix – Prêmio Iberoamericano de Cinema, espécie de Oscar latino. Embora o grande ganhador tenha sido La Jaula de Oro e o México (veja fotos na galeria), vale registrar que deu Brasil em mais de uma categoria.

Entre os destaques brasileiros, o longa Tatuagem concorria em mais de uma categoria, Melhor Filme e Direção de Arte (Renata Pinheiro), mas faturou o de Melhor Figurino. Já Leandra Leal (foto e galeria) conquistou o prêmio de Melhor Atriz por sua atuação em O Lobo Atrás da Porta, indicado também nas categorias Melhor Filme e Edição, com Karen Akerman. Curiosamente, os dois títulos estavam na briga para representar o Brasil no Oscar 2015.

Ainda sobre o país, vale ressaltar a conquista do crítico José Carlos Avellar (foto na galeria), que também saiu de lá premiado, um reconhecimento para a atividade. Abaixo, você confere todos os ganhadores, respectivos países de origem e a galeria de imagens:

Melhor longa – Ficção
La Jaula de Oro (México)

Melhor Documentário
Jordi Morató (Sobre la Marxa) – Espanha

Melhor Direção
Amat Escalante (Heli) – México

Atuação Feminina
Leandra Leal (O Lobo Atrás da Porta) – Brasil

Atuação Masculina
Viggo Mortensen (Jauja) – Argentina

Fotografia
Julian Apezteguia (El Ardor) – Argentina e Brasil

Direção de Arte
José Luis Arrizabalaga e Arturo García (As Bruxas de Zugarramurdi) – Espanha

Edição
Paloma López Carrillo e Felipe Gómez (La Jaula de Oro) – México

Roteiro
Amat Escalante e Gabriel Reyes (Heli) – México

Figurino
Chris Garrido (Tatuagem) – Brasil

Som
Matías Barberis, Raúl Locatelli, Michelle Couttolenc e Jaime Baksht (La Jaula de Oro) – México

Música
Joan Valent (As Bruxas de Zugarramurdi) – Espanha

Conjunto da Obra
Arturo Ripstein (México)

Prêmio dos Exibidores
Eugenio Derbez (Não Aceitamos Devoluções) – México

Prêmio Fênix de Honra
Festival Internacional del Nuevo Cine Latinoamericano de La Habana –
Iván Giroud (Cuba)

Prêmio Fênix ao Trabalho do Crítico (oferecido pela FIPRESCI)
José Carlos Avellar (Brasil)

  • Melhor Filme - La Jaula de Oro
  • Leandra Leal - Melhor Atriz - O Lobo Atrás da Porta
  • Leandra Leal - Melhor Atriz - O Lobo Atrás da Porta
  • Leandra Leal - Melhor Atriz - O Lobo Atrás da Porta
  • Melhor Ator - Viggo Mortensen - Jauja
  • Melhor Ator - Viggo Mortensen - Jauja
  • Melhor Figurino - Chris Garrido - Tatuagem
  • Música Original - Joan Valent - Las Brujas de Zugarramurdi
  • Melhor Roteiro - Amat Escalante r Gabriel Reyes - Heli
  • Melhor Documentário - Sobre la Marxa - Jordi Morató
  • José Carlos Avellar - Crítico brasileiro
  • Melhor Fotografia - El Ardor - Julián Apezteguia
  • Melhor Som - La Jaula de Oro
  • Melhor Som - La Jaula de Oro
  • Melhor Edição - La Jaula de Oro
  • Prêmio pelo conjunto da obra - Arturo Ripstein

O Brasil entrou na competição com 10 longas, sendo um deles uma coprodução com a Argentina, França e Estados Unidos, que foi El Ardor, também premiado. Os outros foram: Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, Olho Nu, Quando Eu Era Vivo, O Homem das Multidões, Praia do Futuro, De Menor e Educação Sentimental. Para mais informações, visite o site oficial do Prêmio Fênix.