Linklater ressalta sua filosofia sobre a rotina no elétrico “Jovens, Loucos e Mais Rebeldes”

Longa é uma espécie de continuação espiritual de “Jovens, Loucos e Rebeldes”.

por

23 de outubro de 2016

Representado como uma espécie de continuação espiritual do primeiro grande sucesso de Richard Linklater, “Jovens, Loucos e Mais Rebeldes” segue uma vibe mais próxima daquele experimento de direção que durou cerca de 12 anos, “Boyhood: Da Infância à Juventude”, do que aos filmes do cineasta no início de sua carreira, dialogando, ainda, com longas juvenis e estudantis da década de 1980, sobretudo de John Hughes.

Confira outros vídeos no canal oficial do Almanaque no You Tube:

https://www.youtube.com/user/almanaquista