Morre cineasta Milos Forman

Cineasta tcheco naturalizado americano já ganhou como melhor direção dois Oscar e o Urso de Ouro na Berlinale

por

14 de abril de 2018

Morre aos 86 anos na madrugada deste sábado (14), nos Estados Unidos, o cineasta Milos Forman, ganhador do Oscar de Direção por “Um Estranho no Ninho” e “Amadeus” (ambos também ganharam o Oscar de melhor filme), e ganhador de melhor direção em Berlim por “O Mundo de Andy”, além de levar o Urso de Ouro também na Berlinale por “O Povo Contra Larry Flynt”, que levou o Globo de Ouro de Direção e roteiro.
30706223_10209437382651306_7317266463334499082_nO diretor sentiu-se mal em sua casa, nos Estados Unidos, onde morava, segundo sua mulher, Martina, informou a agência de notícias CTK. “Sua partida foi calma e cercada o tempo todo de sua família e seus amigos próximos”, disse Martina.

Forman nasceu na cidade de Caslav, em fevereiro de 1932, estudou na Academia de Filmes de Praga e foi líder da “Nova Onda Tcheca” no cinema na Checoslováquia, ao lado de diretores como Ivan Passer, Vera Chytilova e outros. Ele se mudou para os Estados Unidos depois da Primavera de Praga em 1968 e se tornou cidadão americano dois anos depois.

Outros trabalhos de Forman incluem o musical “Hair” de 1979, “Na época do Ragtime” de 1981 etc. Seus filmes, “Pedro, o negro” e “O baile dos bombeiros”, de sátira ao regime comunista, foram banidos temporariamente do país.