Mostra Tiradentes revela filmes da seção Olhos Livres

Novo filme da dupla mais quente do Recôncavo Baiano entre os selecionados

por

07 de janeiro de 2021

Seleção de filmes que integra a Mostra Olhos Livres reúne seis títulos de seis estados. Valendo destacar o 4° longa-metragem inédito da dupla Glenda Nicácio e Ary Rosa do cinema feito atualmente no Recôncavo Baiano, numa sequência de filmes cruciais para a sétima arte brasileira, todos selecionados previamente nas edições anteriores da Mostra de Cinema de Tiradentes que reconhece a relevância histórica a desembocar neste lançamento mais recente.

Bem como destaques para o novo exemplar da dupla de cineastas indígenas Isael Maxakali e Sueli Maxakali, que ano passado já haviam trazido um dos melhores filmes do ano também na Mostra Tiradentes, “Yãmiyhex – As Mulheres Espírito”, e agora trazem o novo trabalho assinado a 8 mãos também com Carolina Canguçu e Roberto Romero.

Na sua 24a edição, a Mostra de Cinema de Tiradentes será realizada pela primeira vez no ambiente online, por conta da pandemia de COVID-19. Assim, a extensa programação de filmes e debates, já amplamente conhecida e celebrada pelos amantes do cinema brasileiro, do evento que abre o calendário audiovisual do país, estará disponível entre os dias 22 e 30 de janeiro no site www.mostratiradentes.com.br .

A Mostra Olhos Livres é um recorte da programação que se notabiliza pela diversidade de olhares e formas e sem conceitos fechados ou critérios uniformizantes. Assim, consolidou-se como uma mostra competitiva que esboça um panorama mais amplo de algumas das proposições mais instigantes do cinema contemporâneo brasileiro. Em 2021, os selecionados são: “Irmã” (RS), de Luciana Mazeto e Vinícius Lopes; “Amador” (GO/MG), de Cris Ventura; “Subterrânea” (RJ), de Pedro Urano; “Nũhũ yãg mũ yõg hãm: Essa Terra é Nossa!” (MG), de Isael Maxakali, Sueli Maxakali, Carolina Canguçu e Roberto Romero; “Rodson ou (Onde o Sol não Tem Dó)” (CE), de Cleyton Xavier, Clara Chroma e Orlok Sombra; e “Voltei!” (BA), de Ary Rosa e Glenda Nicácio.

Serão realizados debates com diretores da Olhos Livres nos dias 29 e 30 de janeiro, sexta-feira e sábado, às 13 horas. Os filmes serão avaliados pelo Júri Jovem, composto por cinco integrantes selecionados na Oficina de Crítica ministrada durante a CineBH, em 2020. O objetivo é estimular e ampliar a discussão e a visibilidade em torno de filmes independentes, evidenciar o trabalho dos realizadores e refletir sobre as características e novidades dessa produção recente.
“Em 2021, a Mostra Olhos Livres conta com filmes de práticas e processos criativos distintos, perspectivas contrastantes, ideias e fundamentos singulares em cada trabalho, com meios materiais e esforços expressivos completamente diferentes uns dos outros”, destaca Francis Vogner – coordenador curatorial da 24a Mostra Tiradentes.
A curadora de longas Lila Foster reflete que a seleção da Olhos Livres pode ser vista como um arquipélago de possibilidades criativas para se pensar um imaginário de país. “Isso não significa fragmentar e particularizar os constrangimentos históricos que nos atravessam, e sim estabelecer pontos de vista e fundamentos singulares para sentimentos, narrativas, territórios, culturas e discursos que possuem intensidades únicas, ainda que seja importante tecer um fio que possa unir as tramas políticas e temporais de cada um”, diz. Francis complementa: “Às suas maneiras, possuem um espírito de época que os atravessa. São filmes que recuperam o passado, investigam o presente e preparam o futuro”.
SOBRE A 24ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES
PLATAFORMA DE LANÇAMENTO DO CINEMA BRASILEIRO
Maior evento dedicado ao cinema brasileiro contemporâneo em formação, reflexão, exibição e difusão realizado no país. Apresenta, exibe e debate, em edições anuais, o que há de mais inovador e promissor na produção audiovisual brasileira, em pré-estreias mundiais e nacionais – uma trajetória rica e abrangente que ocupa lugar de destaque no centro da história do audiovisual e no circuito de festivais realizados no Brasil.
Trata-se de um programa audiovisual que reúne as manifestações da arte numa programação cultural abrangente oferecida gratuitamente ao público que prevê a exibição de mais de 100 filmes brasileiros, promove homenagem, oficinas, debates, mostrinha de cinema, exposições, shows musicais, performance audiovisual, encontros e diálogos audiovisuais e atrações artísticas.
TODA PROGRAMAÇÃO É OFERECIDA GRATUITAMENTE AO PÚBLICO.

IMG_20210107_143036_100 IMG_20210107_143036_101