O Destino de Uma Nação

Dirigido por Joe Wright, Gary Oldman entrega o melhor Winston Churchill já visto no cinema

por

12 de janeiro de 2018

A Segunda Guerra Mundial é um tema tão rico que parece ter uma fonte inesgotável de histórias, que podem ser vistas e retratadas de diversos ângulos diferentes. Uma das figuras mais emblemáticas do Reino Unido, Winston Churchill já foi retratado em alguns filmes, como “Churchill” (2017), ‘Tempos de Tormenta” (2009) e “The Gathering Storm” (1974 e 2002). Com roteiro de Anthony McCarten (“A Teoria de Tudo”) e direção de Joe Wright (“Orgulho e Preconceito” e “Desejo e Reparação”), “O Destino de Uma Nação” é a mais recente obra a mostrar o período em que Churchill tomou posse do cargo de Primeiro Ministro da Grã-Bretanha e lutou contra o exército de Adolf Hitler no início da Segunda Guerra Mundial, enquanto um tratado de paz com a Alemanha Nazista era discutido entre sua equipe de ministros a fim de acelerar o fim do conflito.

O Destino de Uma Nação2

Gary Oldman, vencedor do Globo de Ouro de Melhor Ator e favorito ao Oscar na mesma categoria, está quase irreconhecível embaixo de toda a maquiagem perfeita feita por Kazuhiro Tsuji e entrega uma interpretação incrível de Winston Churchill. Oldman leva o filme nas costas e Wright sabe conduzi-lo com maestria, elevando o longa a um alto patamar. Com Oldman sempre em destaque, todos os outros personagens acabam ficando em segundo plano, especialmente as femininas, já que naquela época era comum que as mulheres ficassem à sombra dos homens.

O Destino de Uma Nação3

A narrativa se desenvolve de maneira lenta com algumas cenas que poderiam ter sido facilmente cortadas dos longos 125 minutos. Apesar de o filme ser um pouco entediante em alguns momentos e utilizar certos elementos clichês e piegas para humanizar e enaltecer o então Primeiro Ministro, conhecido por sua personalidade difícil, essa é uma história que vale a pena ser contada e conhecida por todos. Se o roteiro de McCarten não estivesse sob a batuta do competente Joe Wright e contasse com a interpretação primorosa de Gary Oldman no papel principal, “O Destino de Uma Nação” (“Darkest Hour”, no original) provavelmente não teria sido o grande filme que é.

 

O Destino de Uma Nação (Darkest Hour)

Reno Unido – 2017. 125 minutos.

Direção: Joe Wright

Com: Gary Oldman, Lily James, Kristin Scott Thomas, Ben Mendelsohn, Stephen Dillane e Ronald Pickup.

Avaliação Raíssa Rossi

Nota 4