Oscar 2021: Babenco – Alguém tem que ouvir o coração e dizer: parou

Documentário de Bárbara Paz sobre seu saudoso marido e consagrado cineasta Hector Babenco é selecionado como representante para o Oscar 2021 na categoria de filme internacional

por

18 de novembro de 2020

A Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais acaba de anunciar o longa que vai representar o Brasil na disputa por uma vaga na categoria Melhor Filme Internacional no Oscar® 2021: o documentário Babenco: Alguém tem que ouvir o coração e dizer: parou, de Bárbara Paz.*

Em reunião virtual realizada nesta manhã, o filme foi selecionado pelo Comitê de Seleção, composto por profissionais do audiovisual indicados pela Academia. A entidade independente que representa os profissionais da indústria este ano foi reconhecida oficialmente pela Academy of Motion Picture, Arts and Sciences (AMPAS) como única responsável pela seleção.

Presidido por Viviane Ferreira (diretora e roteirista), o comitê foi composto por André Ristum (diretor e roteirista), Clélia Bessa (produtora), Leonardo Monteiro de Barros (produtor de cinema e TV), Lula Carvalho (diretor de fotografia), Renata Maria de Almeida Magalhães (produtora) e Toni Venturi (diretor).

Vale lembrar e desmistificar que “Bacurau” de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles não estava elegível nesta categoria. O que muitos estão se perguntando sobre isso é outra questão: o forte lobby com que “Bacurau” está tentando se candidatar ao Oscar 2021 é em relação às outras categorias, assim como foi com “Cidade de Deus” em 2004. Nos dois casos, tanto “Bacurau” quanto “Cidade de Deus” não chegaram a ser indicados na categoria de melhor filme estranageiro (cuja categoria hoje se chama “filme internacional”), porém foram lançados depois em território norte-americano para concorrer nas outras categorias, como direção, roteiro, montagem e etc… “Bacurau” ainda é elegível em outras categorias, seguindo os passos de “Cidade de Deus” que acabou concorrendo em 4 categorias. Mas na categoria de filme internacional ele não é mais elegível após ter sido preterido ano passado por “A Vida Invisível” de Karim Aïnouz que acabou representando o Brasil no Oscar 2020 (mesmo que tenha acabado não sendo selecionado).

Ao todo, foram 19 longas inscritos – a lista completa está no site da Academia http://academiabrasileiradecinema.com.br — Confira logo abaixo, só pra refrescar a memória, a lista completa com os filmes elegíveis que competiram por esta vaga:

A DIVISÃO
Direção: Vicente Amorim e Rodrigo Monte

Produtora Responsável: AfroReggae Audiovisual

A FEBRE
Direção: Maya Werneck Da-Rin

Produtora Responsável: Tamanduá Vermelho Produções Artísticas

ALICE JUNIOR
Direção: Gil Baroni

Produtora Responsável: WG7 Agenciamento e Produções (Beija Flor Filmes)

AOS OLHOS DE ERNESTO
Direção: Ana Luíza Azevedo

Produtora Responsável: Casa de Cinema de Porto Alegre

BABENCO – ALGUÉM TEM QUE OUVIR O CORAÇÃO E DIZER: PAROU
Direção: Bárbara Paz

Produtora Responsável: HB Filmes

CASA DE ANTIGUIDADES
Direção: João Paulo Miranda Maria

Produtora Responsável: BE Bossa Nova Criações e Produções

CIDADE PÁSSARO
Direção: Matias Mariani

Produtora Responsável: Primo Filmes

JOVENS POLACAS
Direção: Alex Levy-Heller

Produtora Responsável: Afinal Filmes

M8
Direção: Jeferson De

Produtora Responsável: Migdal Produções Cinematográficas

MACABRO
Direção: Marcos Prado

Produtora Responsável: Zazen Produções Audiovisuais

MARIGHELLA
Direção: Wagner Moura

Produtora Responsável: O2 Filmes

MINHA MÃE É UMA PEÇA 3
Direção: Susana Garcia

Produtora Responsável: Migdal Produções Cinematográficas

NARCISO EM FÉRIAS
Direção: Ricardo Calil

Produtora Responsável: Uns e Outros Produções e Filmes

PACARRETE
Direção: Allan Deberton

Produtora Responsável: Deberton Filmes

PUREZA
Direção: Renato Barbieri

Produtora Responsável: Gaya Produções Cinematográficas

SERTÂNIA
Direção: Geraldo Sarno

Produtora Responsável: Cariri Produções Artísticas

TODOS OS MORTOS
Direção: Caetano Gotardo, Marco Dutra

Produtora Responsável: Dezenove Som e Imagens Produções

TRÊS VERÕES
Direção: Sandra Kogut

Produtora Responsável: República Pureza Filmes

VALENTINA
Direção: Cássio Pereira Dos Santos

Produtora Responsável: Campo Cerrado Produções

Em decorrência da pandemia do coronavirus, a 93ª edição do Oscar® será realizada no dia 25 de abril de 2021 e as regras oficiais da premiação estão acessíveis no site https://www.oscars.org

*Fonte de dados: Palavra  Assessoria