Reflexão: Teatro Infantil por onde andar? no 11o FENATIFS

Momento FALA FENATIFS traz temas polêmicos para debate

por

12 de outubro de 2018

Fala Fenatifs11 OUT (QUINTA)

19h30

FALA FENATIFS – (Atividade Paralela) – Teatro infantil, por onde andar? Temas polêmicos, Gênero, Morte, didáticos) – Débora Landin, Karina de Faria , Rosa Griô e Cia Cuca.

Público Alvo: Representantes de escolas, arte educadores, artistas, pais e interessados

Contribuição: 01 quilo de alimento

Teatro do CUCA

Release: O último momento FALA FENATIFS da 11ª Edição do Festival Nacional de Teatro Infantil de Feira de Santana traz como motivação e reflexão o Teatro infantil em toda a sua diversidade e possibilidades. O encontro será realizado no dia 11 de outubro às 19h30 no Teatro do CUCA – Centro Universitário de Cultura e Arte. Para fazer parte desse momento, a Cia Cuca de Teatro, anfitriã do FENATIFS, convida artistas, educadores, estudantes, pais e a comunidade em geral para estarem presentes.

“Falar, posicionar, refletir, seguir, descobrir rotas para o teatro feito para crianças, faz-se necessário compreender os percursos cênicos e os dispositivos artísticos e/ou educativos propostos nos diferentes contextos deste fazer”, essa é uma das falas de Debora Landin, doutoranda em teatro pelo Programa de Pós-Graduação da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Débora é uma das convidadas da 11ª Edição para o momento FALA FENATIFS. A artista e educadora vem dialogar a partir dos referenciais sujeitos, contextos e conhecimentos, trazendo como proposta o pensar a infância como uma “criação” da sociedade sujeita a mudar sempre que surgem transformações sociais mais amplas. Segundo Débora, representada como diferente do adulto em termos psicológico, afetivo e cognitivo, a criança passa a fazer jus a um espaço educacional também diferenciado, como produções artísticas fundadas nessa distinção. Sua pesquisa, como artista e educadora, tem sido conduzida pelo desejo de compreender o devir lúdico e inquietante que se processa com crianças – de diferentes realidades e faixas etárias – mediante a experiência sensível do fazer e apreciação teatrais. E é a partir dessas perspectivas que no FALA FENATIFS, Débora vem partilhar possibilidades que possam ajudar a compreender melhor como as palavras, as imagens, as histórias e as performances podem mudar qualquer coisa no mundo em que vivemos.

Além de Débora, o FALA FENATIFS traz também a presença de Karina de Faria, socióloga, mestre em Administração de Empresas e Doutora em Artes Cênicas que vem falar sobre a importância da família que frequenta espetáculos junto com as crianças. Para Karina, esses são momentos ricos que favorecem a formação da criança, estimulando a sua capacidade crítica, “…e tudo isso com o prazer do ritual e da fruição, afinal estar na plateia é também um grande momento de lazer” salienta Karina.

Quem também estará esquentando o debate do FALA FENATIFS do penúltimo dia do Festival é Rosa Griô, que é produtora cultural, contadora de histórias, arte educadora  e Coordenadora Cultural das Escolas Culturais  de Rio de Contas – BA, vai nos falar da sua experiência com a criança na tradição Griô, suas vivências e aprendizados nessa arte de contar e encantar com as histórias de tradição oral que são passadas de geração em geração.

E para completar esse time de mulheres pulsantes da cultura e da educação no Estado da Bahia, o FENATIFS conta com a presença de Izabella Saback, pedagoga e psicopedagoga que atualmente trabalha como orientadora educacional em escola, além de coordenar o GEEM – Grupo de Estudos em Educação Moral em Feira de Santana, integrando o GEPEM – Grupo de Estudos e Pesquisa em Educação Moral UNICAMP/ UNESP.

O FENATIFS vai até o dia 12 de outubro com uma rica e intensa programação teatral para a infância e juventude. A programação está disponível nos teatros da cidade e no site da Cia Cuca de Teatro. Maiores informações pelo telefone: (75) 3491-8992.