Sex Education e BBB 2020

Educação sexual com Big Brother Brasil, um espelho distorcido da realidade

por

24 de março de 2020

FB_IMG_1584992396649

Aula de ANATOMIA e educação sexual no #BBB 2020: é curioso como é só falarmos de sexo que algumas pessoas ainda encaram como tabu… Porém, ao não se falar, a ignorância e equívocos podem levar a situações de vulnerabilidade ou mesmo de abuso se a pessoa não souber defender os seus direitos e de seu corpo — e isso mesmo em épocas de conscientização e mais narrativas que falam abertamente sobre isso, como o título homônimo e literal da série de sucesso da #Netflix chamada “Sex Education”.

Por isso o Big Brother Brasil se demonstra mais uma vez, do ponto de vista antropológico, uma excelente forma de se analisar a sociedade num microcosmo representativo do macrocosmo da realidade de fora do programa. Ainda mais em época  de coronavírus, uma verdadeira metaliguagem da estética do confinamento num espelho distorcido do que o próprio mundo está passando. No fundo, no fundo, é só mais uma forma e estímulo de interação entre pessoas enclausuradas pelas janelas — entendo também a necessidade de contato e ligações, mesmo que seja a partir do BBB aproximando estas mesmas janelas… Então, falemos sobre educação sexual a partir do Big Brother Brasil:

1) Gabi colocou OB na última prova do líder achando que iria segurar a urina (o que também significa uma vantagem, e que ela estaria trapaceando!)… Mas Giselly e Manu tiveram de explicar que são buracos difetentes: o buraco da menstruação/do sexo e o da urina… Ou seja, tadinha, até pra trapacear foi na inocência! Mas Daniel também fica surpreso ao ouvir a explicação de Gi de que as mulheres possuem “3 buracos”, e Daniel pergunta se elas colocam OB também no 3° buraco (o de trás!). Sério! Essa pessoa só pode estar fingindo! Como pode não saber essas coisas?!!!!!

2) Daniel não sabe o que é fimose! Não sabe o que é prepúcio (aliás, vários ali aparentemente confundem prepúcio com fimose rsrs). Nem sabia que existe a possibilidade de se operar a “pele que cobre a cabeça/glande”, nas palavras de Babu, que teve de ensinar ao Daniel! Resumindo: Daniel não sabe nada!

3) Giselly desafia Prior a um recorde no BBB: beijo triplo! Disse que vai esperar Flay beber muito até convencê-la a dar beijo triplo de língua no Prior! (Eles próprios supõem que seria um recorde na história da casa — eu mesmo não sei confirmar se isso é verdade ou não).

4) Babu avalia muito bem a forma como os caras no BBB chegaram nas minas solteiras do programa meticulosamente estratégicos para formar casal… e aponta até para o Daniel, que foi teleguiado até a Marcela!

5) Depois de Gi e Daniel chamarem Babu de monstro e dizer que tinham medo dele na xêpa, acaba se tornando linda essa intimidade recém adquirida entre os grupos outrora segregados, e agora em outra sintonia desde a saída do Pyong (MELHOR COISA QUE ACONTECEU!)

Isso sem falar em pérolas das festas regadas à bebida no #bbb2020

1) Prior pra Flay: “Adoro 3 dedos no meu cú! Se é pra me foder é pra foder gostoso!” (Sobre apreciar quem leva o jogo dele a sério e responde na mesma moeda — mas pra Flay cai com outro impacto, já que ela está caidinha por ele, mas ele prefere dar atenção para aqueles que querem eliminá-lo!).

2) Gi: “Eu não vou dar beijo de Pinto, ou vai ser beijo ou pinto”. (Sobre Prior…)

3) Marcela: “Dan não vai ser eliminado, lógico que não, se ele for eu morro!” (, já estamos todos preparados para o seu velório)

4) Marcela: “Eu tenho muito medo de sair daqui sendo odiada”. (Ou seja…já está suspeitando que o público mudou de impressão em relação a ela…Imagina, então, quando o Dan sair!).

5) Gi, Ivy, Marcela e Dan: beijo quádruplo (uma vez que Gi deve ter percebido que a relação já inexistente com Flay agora foi pro espaço de vez com o problema que Mari criou com Thelma — lembrando que Ivy está do lado da Mari e contra a Thelma, e Gi, na teoria, ainda indica estar do lado da Thelminha… Aliás, muito esperta essa aqui, que percebeu a perda do Pyong para seu grupo e foi desesperadamente atrás de audiência no “romance às avessas” com Prior e em se reaproximar da Rafa, Manu e da própria Thelma).

6) Babu para Thelma: “Independente de ganhar o BBB, meu maior prêmio foi isso daqui: o quanto eu descobri de mim mesmo. Lá fora, eu estava deprimido, desempregado…aposentado (ele está se referindo a terem parado de lhe oferecer trabalhos), e tudo o que fazia era escrever sem parar e fumar vários maços de cigarros por dia. Sabe há quanto tempo eu não dançava?! Aqui eu voltei a dançar. Voltei a me apreciar. Isso não tem preço. Esse é o verdadeiro prêmio.” — arrepiei aqui!

7) Thelma para Babu: “Eu não voto em você. Não vou votar. Eu me recuso! Se alguém não gosta de você aqui, ou se é reclamação pelo seu comportamento, que o público lhe tire. Não vou ser eu a fazer isso. Não cabe a mim.”

8) Prior, caindo de bêbado, brinca de encoxar Babu porque queria continuar festejando com o resto da casa e Babu só queria dormir… Mas Babu responde muito bem: “Que louco, cara, se colocar na berlinda pelas pessoas que querem te eliminar!” — a mesma coisa que Flay alertou no item 1 desse post! Quem avisa, amigo é…

BB-BAFOOOOOOOO:

E o que foi a FESTA na madrugada anterior?!?!?!

Sim, é a primeira vez que boto meus neurônios pra analisar a riqueza antropológica do BBB, ainda que a Sam tenha visto várias das 20 edições e sempre tenha tentado me vender o peixe antes (lembrando que Sam é de fato antropóloga, então ela enxerga mil camadas ali desde o princípio).

Quando comecei a ver, questionei para ela qual era a graça de ver eles festejando a dançar e cantar por horas ali… E ela pacientemente me explicou que é quando a produção libera bebida quase infinita e eles se embebedam muito, fazendo surgir as maiores brigas afloradas das tensões antes adormecidas. E que era necessário esperar eles beberem…

Mas não é só isso, né?! Estamos com grupos bastante divididos em seus jogos e egos (e cegueiras sociais), o que reflete um pouco o Brasil…

E qual não foi a surpresa que Giselly, recém desesperada pela saída de seu líder, Pyong, tenha apelado para retomar a “tensão romântica” (que de romântica não tem nada) com o kamikaze Prior… Afinal, por que não, né?! Ela sabe que ele tem algum poder agora no jogo pelas maluquices dele, e ela teme que o público tenha perdido a identificação com ela e seu grupo pela opressão exagerada que fizeram com Babu e Prior (toque dado, aliás, por Thelma, Rafa e Manu, outro grupo que se divorciou dos hippies)…

Prior e Gi fizeram uma aposta! Se Pyong voltar, e de fato fosse um paredão falso, Gi ganha e Prior terá de fazer massagem nela e pular na piscina pelado (algo que parece até que ele quer mais do que o resto, só pra chamar mais atenção). Se Pyong não voltar, ela perde e terá de fazer massagem nele (e Gi está planejando várias maldades e prometeu que o Brasil vai parar pra ver…o que não é difícil com a quarentena). Parece flerte entre vilões canastras da Disney, tipo Cruella de 101 Dálmatas e Jafar de Aladdin.

O que ninguém esperava é que Flayslane fosse morrer de ciúme, em parte pela lealdade a ela no jogo que Prior já jogou no lixo mais de uma vez (e olha que nesta mesma noite Flay contratou Prior para serviços de arquitetura fora do jogo e ele prometeu ajudá-la na carreira de cantora)… E, em parte, também por Flay enxergar evidentemente o oportunismo de Gi… Mas, acima de tudo, porque ela simplesmente gosta de fato do Prior. Por incrível que pareça. E ele embevecido demais pela atenção, não percebendo, tipo na escola, que a patricinha está manipulando ele pela audiência do BBB e a melhor amiga com o pé no chão é que de fato nutre sentimentos reais… (John Hughes estaria orgulhoso com suas comédias oitentistas de high school ).

Screenshot_20200322-095631_Google