Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, o filme

Adaptação das tirinhas de Charles Schulz tem potencial para agradar a crianças e adultos

por

13 de janeiro de 2016

Depois de dirigir “Horton e o Mundo dos Quem” (2008) e “A Era do Gelo 4” (2012), Steve Martino assina “Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, o filme”, adaptação para os cinemas do cartoon criado por Charles Schulz no início dos anos 1950. A responsabilidade era enorme, pois Snoopy, Charlie Brown e sua turma estão entre os personagens mais queridos da infância de uma legião de fãs ao redor do mundo. Além disso, sua tarefa incluía a apresentação destes personagens a um novo público, composto por uma geração de crianças para quem o menino atrapalhado e azarado e seu carismático cãozinho beagle eram dois ilustres desconhecidos. E Martino merece aplausos pelo resultado alcançado.

Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, o filme

Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, o filme

Assim como “Divertida mente” (2015), que desponta como franco favorito ao Oscar de animação, e a franquia “Toy Story” (iniciada em 1995), por exemplo, “The Peanuts movie” (no original) consegue, a um só tempo, agradar a adultos e crianças. Porém, ao contrário das produções da Pixar Animation Studios, que alcançam esse objetivo apelando para campos diversos das emoções humanas, o que faz o filme de Martino comover faixas etárias tão díspares é o processo de equalização de sentimentos que a obra promove, convidando os mais crescidos a uma viagem nostálgica à própria infância. Contribui para isso a feliz opção por um design de produção que preservou o aspecto cartunesco dos personagens e a ambientação da história em uma época anterior a telefones celulares, computadores e internet.

Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, o filme

Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, o filme

A trama é pueril, como se espera de um filme voltado para o público infantil. Charlie Brown se apaixona pela nova menina da escola, a garota dos cabelos vermelhos, mas sua timidez, agravada pelos constantes fiascos que fazem parte da sua rotina, impede que ele se declare. O amigo Linus e o fiel companheiro Snoopy tentam ajudá-lo a ganhar confiança, mas todas as iniciativas resultam em novos fracassos e o sonho de despertar a atenção da pretendente parece cada vez mais distante. Partindo dessa premissa, o filme se torna um adorável tributo a valores como amizade, honestidade, hombridade e bondade, dando seu recado em pequenas e divertidas lições, que deixam sua marca de forma quase imperceptível, já que não fazem alarde de suas intenções.

Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, o filme

Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, o filme

Fiel ao espírito de humor e ternura característico da obra de Schulz, “Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, o filme” diverte a cada cena e promove um emocionante encontro de gerações entre pais e filhos.


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/almanaquevirtual/www/wp-content/themes/almanaque/single.php on line 52