Sonho de uma Noite de Verão

Espetáculo recria de uma forma muito peculiar o universo do bardo inglês William Shakespeare

por

26 de maio de 2017

“Sonho de uma Noite de Verão”, terceiro espetáculo a se apresentar no 8o PGE, no Teatro Guairinha, é também uma realização da Cia do Abração. Recria de uma forma muito peculiar o universo do bardo inglês William Shakespeare, com a seguinte trama: quatro velhinhos, contadores de histórias, que neste momento se encontram a serviço do Sr. Milkshakespeare, utilizam-se de objetos para contar a história dos encontros e desencontros de dois casais. Marcado pela homogeneidade no trabalho dos novos atores da montagem: Blas Torres, Juliana Cordeiro, Edgard Assumpção e Kamila Ferrazzi; uma característica comum no trabalho da cia, é mesclado também por um refinado trabalho de animação de objetos. Sapatos, bolsa, pote de catchup, barbantes, entre outros, transformam-se nos pares amorosos Demétrio, Helena, Lisandro, Hérmia, e nos seres da floresta Oberon, Titânia, entre outras personagens clássicas da história de Shakespeare. Temas como a juventude e a velhice são tratados com sutileza e sensibilidade. Ambientando a trama podemos ouvir preciosidades instrumentais da banda inglesa Beatles.

foto 3 Sonho isabelle neri (182)

A iluminação de Blas Torres e Edgard Assumpção conseguem encontrar um bom conceito, entre todos os espetáculos apresentados da Cia do Abração. Foto Isabelle Neri.

foto 2 Sonho isabelle neri (176)

Os cenários e figurinos de Eduardo Giacomini são de extrema delicadeza na criação e execução. Foto Isabelle Neri.

Todos os trabalhos da Cia são dirigidos por Letícia Guimarães e desenvolvidos em processo colaborativo, neste caso ela divide a direção com Maurício Vogue. São diversas camadas a serem desvendadas e cada um dos componentes da Cia – atores, iluminadores, cenógrafos, artistas plásticos, cineastas, figurinistas, titiriteiros – constroem toda a criação inspirados conjuntamente no teatro físico de Grotowski e no teatro épico de Brecht. Símbolos, objetos, “resignificação”, narração, metateatro, coringa de personagens, são alguns dos itens apresentados na construção da dramaturgia e na escrita cênica da Cia do Abração. Uma Cia que prima pelo crescimento contínuo dos espetáculos, se renovando e se reinventando a cada apresentação. Dando mais ênfase ao caminho percorrido pelo processo de busca do que ao seu resultado final. Evidenciando assim essa busca incessante pela ótima  execução dos mínimos detalhes das partituras físicas do espetáculo. Os cenários e  figurinos de Eduardo Giacomini são de extrema delicadeza na criação e execução, e a iluminação de Blas Torres e Edgard Assumpção conseguem encontrar um bom conceito, entre todos os espetáculos apresentados da Cia do Abração.

foto 1 Sonho isabelle neri (175)

Símbolos, objetos, “resignificação”, narração, metateatro, coringa de personagens, são alguns dos itens apresentados na construção da dramaturgia e na escrita cênica da Cia do Abração. Foto Isabelle Neri.

Ficha técnica

Direção: Maurício Vogue e Letícia Guimarães

Dramaturgia: Criação coletiva sob a supervisão de Maurício Vogue e Letícia Guimarães

Cenografia e Figurinos: Eduardo Giacomini

Iluminação: Blas Torres e Edgard Assumpção

Sonoplastia: César Sarti

Elenco: Blas Torres, Juliana Cordeiro, Edgard Assumpção e Kamila Ferrazzi

Duração: 50min

Classificação – Livre

Avaliação Ricardo Schöpke

Nota 4