Spa Night

por

10 de outubro de 2016

Assumir-se homossexual para si mesmo (a) e perante a família e a sociedade não é, ainda hoje, algo fácil de se fazer, especialmente se você foi criado (a) numa cultura conservadora. É o caso de David Cho (Joe Seo), um jovem coreano-americano de 18 anos que vive em Los Angeles com seus pais imigrantes que não falam inglês. Ao mesmo tempo que eles perdem o seu restaurante, David começa a frequentar um caro curso pré-vestibular, mas está mais interessado em arrumar um emprego para ajudar em casa. Ele passa, então, a trabalhar em segredo num spa coreano, onde descobre o submundo do sexo gay pelo qual se sente bastante atraído, porém hesita em mergulhar.

O interesse por homens complica ainda mais a vida de David, que já tem que lidar com um pai bêbado e desempregado, uma mãe exigente e estressada por trabalhar demais e ter que sustentar a casa, e as provas de vestibular que se aproximam, para as quais não está nem um pouco preparado. David é o típico adolescente perdido que não sabe o que quer da vida e está numa fase de questionamentos e experimentações, principalmente no que diz respeito à sexualidade, que ele tenta reprimir ao máximo.

Em “Spa Night”, seu primeiro longa-metragem, o diretor e roteirista Andrew Ahn apresenta ao mundo a comunidade coreana que vive nos EUA, mesmo que com muito pouco aprofundamento. Ahn trabalha o tempo todo com contastes – antiga geração X nova geração, classe baixa em crise X classe alta, desejo X realidade, tradição X modernidade, introversão X extroversão. David nasceu nos EUA, mas é pressionado pelos pais a seguir a vida de uma tradicional família asiática, o que inclui ser heterossexual e casar-se com uma mulher coreana. A câmera de Ahn segue em close os olhares e expressões do tímido e calado David, que transita entre confusão, ansiedade, frustração e angústia. Apesar da boa intenção de Ahn e da ótima atuação do protagonista Joe Seo, que lhe rendeu o Prêmio Especial do Júri no Sundance Film Festival 2016, o filme não desenvolve bem os diversos temas que introduz ao longo da trama e termina como o personagem David: “dentro no armário”, com apenas um dedinho para fora e um extenso caminho a percorrer.

 

Festival do Rio 2016 – Expectativa 2016

Spa Night (Idem)

EUA – 2016. 93 minutos.

Direção: Andrew Ahn

Com: Joe Seo, Haerry Kim, Youn Ho Cho, Ho Young Chung e Linda Han.

Avaliação Raíssa Rossi

Nota 3