Suspiria (2018)

Versões complementares

por

10 de janeiro de 2021

Screenshot_20210110-085857_Facebook

Dois filmes igualmente incríveis. Sim, o filme mais recente se tornou controverso e muita gente odeia o novo perante o original irretocável do mestre Dario Argento, mas na visão deste que vos escreve, podemos analisar sob um ângulo muito específico onde ambos o são bastante complementares!

O diretor Luca Guadagnino realmente ampliou o novo filme pra outros lados! Sem falar nas mis caracterizações e interiorizações da atriz Tilda Swinton costumeiramente perfeita, e aqui encarnando misticamente inúmeros papéis (inclusive o de um homem idoso, irreconhecível)!

A bruxaria merecia uma atualização para o empoderamento contemporâneo, e o filme o faz com verdadeira estética. Nada é gratuito, e mesmo a condição delicada de ver mulheres se voltando umas contra as outras num culto de adoração ao demo, ainda assim cada reviravolta está calcada na linguagem do filme, como a telepatia no extracampo do desenho de som muito bem trabalhado, mesmo nos Silêncios, quando somos só guiados por olhares através dos cortes na montagem de personagens e cenários diferentes, que se comunicam à distância. Até se falar em outra palheta de cores, mais semitonada do que no filme original, mas cuja frieza se acopla à ambientação de espionagem e de paranoia da Guerra Fria que foram acrescentadas ao contexto social e à forma como as bruxas influenciaram a própria História da humanidade em seus bastidores — reinterpretando situações tipicamente vistas de modo masculino por um ponto de vista das mulheres.

A premiada Trilha Sonora do Thom Yorke (Radiohead) é um estudo à parte, perfeitamente encaixada com o tom melancólico na versão atual. E, diferente da trilha anterior inesquecível de Goblin, o diretor Guadagnino não tenta substituí-la, e cria outro jogo, ao invés de ser na materialização das cores como no de 1977, o faz na montagem e na fabulação crescente entre os cortes de cena, como a SOBERBA cena do corpo distorcido pela telepatia da dança!