Ted 2

Segundo filme do urso desajustado investe na fórmula do antecessor

por

27 de agosto de 2015

Depois do problemático “Um milhão de maneiras de pegar na pistola” (2014), que, além do fraco desempenho nas bilheterias, lhe rendeu duas indicações ao maldoso Framboesa de Ouro nas categorias “pior ator” e “pior diretor”, era natural que Seth MacFarlane, acostumado a elogios pelo roteiro ferino de “Family guy“, buscasse um terreno mais seguro para a sua próxima produção. Esse conforto é representado pela figura aparentemente doce do urso de pelúcia Ted, que em 2012 faturou mais que o quádruplo do seu custo de produção e deu ao diretor liberdade criativa para novos projetos.

Ted 2

Ted 2

Em sua terceira empreitada como cineasta, MacFarlane retorna ao personagem para dar continuidade ao primeiro filme. Com Mila Kunis fora da trama, John, personagem de Mark Wahlberg, aparece divorciado e deprimido. Enquanto isso, seu melhor amigo está se casando com a colega de trabalho Tamy-Lynn (Jessica Barth). Um salto de um ano na história apresenta o casal em crise, e a solução aparente para contornar o problema é adotar uma criança. Como Ted não é um ser humano, o desejo de criar uma família vai por água abaixo e ele se vê obrigado a requerer judicialmente o reconhecimento de seus direitos civis. Enquanto isso, Donny (Giovanni Ribisi) traça um novo plano para se apoderar do urso.

Ted 2

Ted 2

Em linhas gerais, “Ted 2” segue à risca o roteiro de seu antecessor, reproduzindo situações vivenciadas pelos protagonistas e, inclusive, parte da trama original, o que deixa mais evidente a necessidade de MacFarlane de dar um passo atrás após o fiasco de seu último filme. A mera repetição de piadas que funcionaram bem em “Ted” faz desta continuação uma simples cópia do longa anterior. Se não é o suficiente para transformá-lo em um filme ruim, tampouco é o bastante para fazer com que “Ted 2” esteja à altura do primeiro. A sensação de déjà vu compromete o ritmo da narrativa e faz com que a obra soe insossa e previsível na maior parte do tempo.

Ted 2

Ted 2

Ainda assim, “Ted 2” tem qualidades. As alusões usuais a celebridades e atrações de sucesso na TV americana e no cinema, como a hilária referência a “Parque dos Dinossauros” (1993), garantem alguns momentos de diversão. Além disso, seu discurso franco em defesa do respeito às diferenças, apoiado no inegável carisma de John e de seu parceiro estofado, dá ao filme um viés mais engajado, presente na ideia de que a condição humana não se resume a um aspecto meramente físico.

  • Ted 2
  • Ted 2
  • Ted 2

Ted 2 (Ted 2)

Estados Unidos, 2015, 115 minutos.

Direção: Seth MacFarlane

Com: Mark Wahlberg, Seth MacFarlane, Amanda Seyfried, Jessica Barth, Giovanni Ribisi e Morgan Freeman.


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/almanaquevirtual/www/wp-content/themes/almanaque/single.php on line 52