Truque de Mestre: O Segundo Ato

Sequência não surpreende tanto quanto poderia, mas conquista espectador com seus truques na manga

por

09 de junho de 2016

O longa “Truque de Mestre” teve sua estreia há três anos com uma trama que exaltava a mágica, isto é, o ilusionismo. À frente de grandes espetáculos cujo objetivo era parecido com o de Robin Hood – tirar dos ricos para dar aos pobres –, os Quatro Cavaleiros caíram no gosto da população estadunidense e na lista negra do FBI com seus truques inusitados. Um ano depois dos últimos eventos do filme dirigido por Louis Leterrier, o quarteto se reúne novamente e é forçado a realizar um perigoso truque para um inimigo, a maior ilusão que já criaram até agora. Henley Reeves (Isla Fisher) dá lugar a Lola, personagem interpretada por Lizzy Caplan (mais conhecida pela série “Masters of Sex”), que veio para adicionar mais humor à trama de “Truque de Mestre: O Segundo Ato”, dessa vez sob a direção de Jon M. Chu (“G.I. Joe: Retaliação” e “Justin Bieber: Never Say Never”).

Com boa parte da trama ambientada em Macau, a “Las Vegas chinesa”, o longa traz novas peças para o jogo – Daniel Radcliffe como o gênio da informática Walter Mabry, o irmão de Merritt McKinney (Woody Harrelson), um chinês e sua avó (donos da loja de mágica mais antiga do mundo) e uma nova detetive encarregada do caso dos Cavaleiros. Ação é o que não falta em “Now You See Me 2” (no original): bastante dinâmico, o enredo escrito por Pete Chiarelli e Ed Solomon possui várias reviravoltas e um bom número de vinganças que se embaralham entre si e esclarecem fatos que ficaram pendentes em “Now You See Me” (no original).

Ao contrário do primeiro filme que defendia a mágica, este levanta a bandeira da tecnologia como sendo a verdadeira magia. A cena de maior destaque, em que os Quatro Cavaleiros quarteto passam astutamente uma carta de baralho um para o outro, gira em torno de roubar uma tecnologia revolucionária. Há golpes mais elaborados aqui, porém apenas um grande espetáculo final do grupo de mágicos, em vez de três como no longa anterior, o que não deve desapontar o público, que é recompensado com mais cenas divertidas e de ação em pouco mais de duas horas de projeção. Ainda que “Truque de Mestre: O Segundo Ato” não traga muitas novidades, é uma continuação que funciona muito bem como entretenimento e cumpre o que promete. Chu teve êxito na direção de uma sequência que estava antes sob a batuta de outro, algo que nem sempre acontece no cinema de Hollywood.

 

Truque de Mestre: O Segundo Ato (Now You See Me 2)

EUA – 2016. 129 minutos.

Direção: Jon M. Chu

Com: Jesse Eisenberg, Dave Franco, Woody Harrelson, Lizzy Caplan, Mark Ruffalo, Daniel Radcliffe, Morgan Freeman e Michael Caine.


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/almanaquevirtual/www/wp-content/themes/almanaque/single.php on line 52