‘Tudo é Irrelevante’

Dirigido por Izabel Jaguaribe e Ernesto Baldan, o documentário entra em cartaz nesta quinta-feira, dia 22, no Instituto Moreira Salles.

por

22 de junho de 2017

Tudo é Irrelevante_poster

Membro da Academia Brasileira de Letras, o cientista político Hélio Jaguaribe tem sua trajetória contada no documentário “Tudo é Irrelevante” (2017), que estreia no Instituto Moreira Salles (IMS) nesta quinta-feira, dia 22.

Contando com depoimentos de personalidades contemporâneas a Jaguaribe, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a economista Maria da Conceição Tavares e o jornalista Zuenir Ventura, este documentário dirigido por Izabel Jaguaribe e Ernesto Baldan tem como fio condutor o ceticismo de seu protagonista, viajando do Cosmos ao Brasil, passando pela Grécia Clássica, com desenvoltura para filosofar sobre o sentido da vida através do Homem como perpetuador da espécie.

Narrado por Fernanda Montenegro, o filme começa fazendo um resumo da história de Jaguaribe, mostrando sua origem com imagens de arquivo para, em seguida, traçar sua trajetória através de um roteiro calcado na poesia e na filosofia. Mais do que a trajetória de Hélio Jaguaribe, “Tudo é Irrelevante” faz um panorama do cenário político brasileiro, sobretudo a partir da Era Vargas, mostrando não apenas sua admiração por Getúlio, líder populista e nacionalista a quem considera um grande estadista, como também a opção por deixar o autoexílio nos Estados Unidos e voltar para o Brasil no auge da ditadura militar.

Evitando ao máximo abordar o atual cenário de polarização política e ideológica no país, cada vez mais assolado por escândalos de corrupção, apesar de conter depoimentos de tucanos e petistas, “Tudo é Irrelevante” é no fim das contas uma homenagem a Hélio Jaguaribe. No entanto, mesmo cumprindo o que se propõe em termos de conteúdo, este documentário peca no excesso de recursos gráficos que o levam ao caos visual, algo que pode incomodar e/ou dispersar alguns espectadores.


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/almanaquevirtual/www/wp-content/themes/almanaque/single.php on line 52