Uma Garota à Porta

por

14 de novembro de 2014

A chuva perene sobre o para-brisa emula uma calma incondizente com o novo filme de July Jung que usa animais minúsculos para ambientar o público em uma aura de singeleza e simplicidade. Explorando (alguns) temas mui polêmicos, “Uma Garota a Porta” narra as desventuras de duas mulheres, Yong -Nam (Bae Doo-Na) e Dohee (Sae-ron Kim) cujas idades e dramas são diversos, ainda que o modo como são tratadas pelo ambiente e entorno pessoal seja igualmente opressor e conflitante.

Uma Garota a Porta 4

Nam é uma delegada de polícia, numa pequena cidade da Coréia, cuja origem é um pouco desconhecida. Seu comportamento autocontido reflete o incômodo que é simplesmente viver. Sua compleição é sempre arqueada e sua visão baixa, olhando ao chão, a não ser quando tem que cumprir seu ofício de policial. Ao contemplar a violência que Dohee sofre de seu pai, ela se oferece para tutelar a jovem, claro, sob os olhares culposos da família da menina.

Uma Garota a Porta 2

A relação entre mulher e menina é de total empatia. A identificação empática entre as duas é automática, ao passo que a intimidade entre as partes também o é assim. No entanto, as surras a garota prosseguem, até que a delegada resolve fazer justiça com as próprias mãos, abrigando Dohee mesmo com a reprimenda de seus pais. A partir daí a relação das duas se estreita, se confundindo em muitas instâncias, especialmente no que toca o arquétipo de musas – para ambos os lados.

Uma Garota a Porta 5

Dohee não é como uma criança comum, uma vez que causa até temor nos outros adultos, usando seus meios para manipular até a veracidade dos fatos. Sua culpabilidade não é comprovada, uma vez que ela impinge a si o sentimento de auto culpa, em alguns pontos até como mecanismo de defesa. Suas intenções transitam entre algo indescritível e de prospecção não resolvida, fruto também do seu caráter, ainda em formação. A riqueza de seu personagem é tão magnânima que mesmo o final de soluções não usuais torna-se verossímil, dada toda a bela urdição do roteiro e a tocante direção de July.

  • Menina Japonesa

Festival do Rio 2014 – Mostra Expectativa 2014

Uma Garota à Porta (Dohee Ya)

Coreia do Sul, 2014. 119 min.

De July Jung

Com: Doona Bae, Kim Sae-ron, Son Sae-byuk

 


Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/almanaquevirtual/www/wp-content/themes/almanaque/single.php on line 52