Vencedores do PGA – Sindicato Americano dos Produtores

'A Grande Aposta' surpreende passando na frente de favoritos como "Spotlight" e "O Regresso"

por

26 de janeiro de 2016

O Sindicato dos Produtores dos Estados Unidos (PGA) surpreendeu boa parte do mercado cinematográfico quando “A Grande Aposta” venceu no sábado (23) em Los Angeles o prêmio de melhor filme do ano. O longa-metragem, coproduzido pelo astro Brad Pitt que também o protagoniza ao lado do indicado ao Oscar Christian Bale, Steve Carell, Ryan Gosling e dirigido por Adam McKay, mostra a trajetória de pessoas comuns que previram a crise econômica de 2008 nos EUA apenas analisando o mercado financeiro de perto e o colapso da bolha especulativa sobre créditos hipotecários.

imagem-desta

A vitória surpreendente de “A Grande Aposta” (ler a crítica ) o torna favorito pela estatueta do Oscar de melhor filme, já que a votação da Academia é feita pelos Sindicatos de Hollywood, nos quais se inclui o dos Produtores, o que geralmente indica tendências repetidas no Oscar. No ano passado por exemplo, “Birdman”, de Alejandro González Iñárritu, o mesmo diretor de “O Regresso”  também indicado este ano, levou o prêmio do PGA e posteriormente o Oscar de melhor filme.

Nas categorias de TV, “Game of Thrones” foi premiada como série dramática e “Transparent” como série de comédia.

Já um dos francos favoritos ao Oscar na categoria documentário se confirma com “Amy” (leia a crítica), sobre a vida da cantora britânica Amy Winehouse, que faleceu em 2011 aos 27 anos.

“Divertida Mente” (leia a crítica), da Disney Pixar, foi eleito a melhor animação em longa metragem, inovando por ter dado vida aos sentimentos que povoam as decisões dentro da mente das pessoas.

O Oscar acontece no dia 28 de fevereiro.