22° Mostra Tiradentes: Debate de “Traga-me a Cabeça de Carmem M.”

Debate focou nas pesquisas sobre a biografia da cantora

por

23 de janeiro de 2019

Debate sobre “Traga-me a cabeça de Carmem M.” de Felipe Bragança e Catarina Wallenstein. Mediação por Camila Vieira e crítica convidada Ela Bittencourt.

A diretora e protagonista está ausente por levar o filme neste momento para o Festival de Rotterdam. O diretor que está presente discorre sobre a biografia de Carmem Miranda e sobre ela ter sido muito subestimada na história como pensadora da arte que ela criou e que virou um peso que acabou matando ela por dentro. Ele também fala sobre algumas questões históricas sobre Carmem ter crescido numa comunidade portuguesa de classe média/baixa, no bairro carioca da Lapa, envolta em samba e da cultura negra que ela acabou absorvendo e levando lá para fora. Um resgate importante e necessário. O diretor chegou a citar que acredita que os brasileiros talvez não escutassem samba naquela época se não fosse por ela ter levado para as mídias hegemônicas.